Gênero e sexualidade

LEGALIZAÇÃO DO ABORTO

PEC 181 que pode impedir aborto em casos de estupro volta a ser debatida nesta terça (21)

O debate sobre a PEC 181, que irá impedir que as mulheres façam aborto ainda nos casos permitidos em lei hoje, como estupro, será retomado nesta terça-feira (21).

segunda-feira 20 de novembro| Edição do dia

A Câmara dos Deputados irá retomar nesta terça-feira (21) o debate sobre a PEC 181, que poderá impedir mulheres de realizarem procedimentos abortivos até mesmo nas situações permitidas em lei atualmente, como caso de risco de vida da mãe, estupro e feto com anencefalia. Tal impedimento se dará a partir do momento em que o trecho "a garantia do direito à vida desde a concepção" for incluso na Constituição.

O texto-base da PEC 181 foi aprovado dia 8 de novembro por uma comissão formada por 18 homens e o debate foi reacendido devido às pressões da bancada evangélica, caminhando contra o direito das mulheres ao corpo, mesmo nas condições mais absurdas nas quais o aborto é permitido hoje em dia.

A PEC encontrou resistência por parte das mulheres, que promoveram atos em diversos locais do país no dia 13 de novembro..

A proibição total do aborto significa um retrocesso brutal para as mulheres e a sua luta pelo direito ao corpo e a escolha. É preciso um grande movimento de mulheres, não apenas para impedir a aprovação desta atrocidade que significa a PEC 181, mas também pela legalização do aborto e um programa que seja capaz de garantir educação sexual nas escolas, métodos contraceptivos e aborto seguro, legal e gratuito.




Tópicos relacionados

Direito ao aborto   /    Saúde   /    Gênero e sexualidade

Comentários

Comentar