Juventude

UFMG

“Opressão e exploração no governo Bolsonaro: uma saída marxista”, na Semana Marielle Franco

A Juventude Faísca e o Grupo de Mulheres Pão e Rosas convidam para a atividade “Opressão e exploração no governo Bolsonaro: uma saída marxista”, que acontecerá na próxima quarta, 13/03, às 11h, no Auditório Carangola da Fafich UFMG, e é parte da programação da Semana Marielle Franco, promovida pelo DCE UFMG e alguns coletivos da universidade.

segunda-feira 11 de março| Edição do dia

O reacionário presidente Bolsonaro, inspirado no misógino Trump, odeia as mulheres, os negros, os indígenas, os LGBTs, e mira seus ataques principalmente nesses setores. Mas seria equivocado tratar seu ódio "apenas" como um conservadorismo moralista quando, na verdade, corresponde aos objetivos de seu governo, que é subserviente aos interesses dos imperialistas e dos capitalistas nacionais, uma vez que, a partir de uma visão marxista, o capitalismo se apropria das opressões para melhor explorar e lucrar. Assim, os ataques aos nossos direitos democráticos não podem ser vistos como "cortina de fumaça" para esconder os ataques econômicos, ignorando o vínculo intrínseco entre eles.

A classe trabalhadora, sujeito capaz de reverter a situação de opressão e exploração da maioria da população, está cada vez mais feminina em todo mundo, e, no Brasil, é negra desde seu surgimento. São esses setores de oprimidos que se colocam como a vanguarda da classe nas lutas contra os ataques dos governos e dos empresários. Os oprimidos, como mostra a história, não aceitarão, sem resistir, a degradação das condições de vida dos trabalhadores e do povo pobre, motivada pela crise capitalista internacional.

Portanto, queremos discutir – no próximo dia 13, às 11h, no Auditório Carangola da Fafich, como parte da Semana Marielle Franco, uma saída capaz de derrotar o governo Bolsonaro, como um primeiro passo para libertar a humanidade da fonte das mazelas que nos assolam - o capitalismo.

Contaremos com a presença de Flavia Valle, professora e fundadora do Grupo de Mulheres Pão e Rosas em MG, e Maria Eliza, estudante da UFMG e militante da juventude Faísca - Anticapitalista e Revolucionária.

Link do evento: https://www.facebook.com/events/409371359822470/




Tópicos relacionados

1 ANO SEM MARIELLE   /    Minas Gerais   /    UFMG   /    Juventude

Comentários

Comentar