Política

PRISÃO DE CUNHA

Opinião de Diana Assunção sobre a prisão do golpista Cunha

Diana Assunção dá sua opinião sobre a prisão do articulador do golpe pelas mãos da Lava Jato de Sérgio Moro e seus amigos imperialistas.

Diana Assunção

São Paulo | @dianaassuncaoED

quarta-feira 19 de outubro| Edição do dia

Eduardo Cunha, um dos principais articuladores do golpe institucional no Brasil acaba de ser preso pela Polícia Federal em mais uma ação da Operação Lava Jato. Cunha é também um dos mais reacionários políticos brasileiros cultivando especial ódio contra mulheres, negros e LGBTs. Seu papel no impeachment de Dilma Roussef foi dirigir o show de horrores na Câmara dos Deputados e em seguida ser usado pelo próprio bloco golpista para lavar a imagem do regime com sua renúncia.

Os trabalhadores já condenaram Cunha faz tempo, porque é um político corrupto, que se enriqueceu as custas da massa da população. Mas mesmo sendo claro para todos da enorme corrupção de Cunha, o julgamento só se deu no momento conveniente para a direita e os planos da Operação Lava Jato e sua prisão colocada a beneficio de legitimar esse regime que já deu todas as suas mostras de injustiça.

O amplo sentimento de repúdio a Cunha e sua trajetória corrupta não pode nos fazer fechar os olhos para a interessada Operação Lava Jato que foi parte do golpe institucional e tem a frente não menos reacionário juiz Sérgio Moro, treinado pela CIA nos Estados Unidos. Uma Operação que está longe de ter como objetivo o combate à corrupção, que é inerente a este sistema capitalista, busca apenas substituir um esquema de corrupção com a cara petista por um esquema com o rosto da direita, fortalecendo a arbitrariedade do Poder Judiciário contra os trabalhadores. Uma saída a esquerda no Brasil ou qualquer combate sério à corrupção não virá pelas mãos da Lava Jato, comemorada por grupos golpistas como o MBL, e até mesmo por organizações de esquerda. Uma verdadeira saída à esquerda e independente do PT virá das mãos dos trabalhadores e da juventude organizando sua luta desde os locais de trabalho pra enfrentar os ataques do governo Temer construindo uma alternativa independente dos trabalhadores.




Tópicos relacionados

Operação Lava Jato   /    Eduardo Cunha   /    Política

Comentários

Comentar