Mundo Operário

Ônibus paralisam em Natal junto com bancários e servidores da saúde

sexta-feira 30 de junho| Edição do dia

Diversos setores de trabalhadores aderiram à paralisação do 30 de julho em Natal, apesar das vacilações ou boicote direto das centrais sindicais (começando pela Força Sindical e UGT, com a cumplicidade da CUT e da CTB, que não organizaram a jornada nas bases).

Os trabalhadores do setor da saúde e os bancários paralisaram suas funções hoje. As universidades estaduais e federais (UFRN e UERN) não terão aulas. E os ônibus não rodam pela capital potiguar (no dia 28 de abril os ônibus funcionavam parcialmente).

Pelo menos três pontos foram bloqueados por manifestantes, que protestam contra a reforma trabalhista e da previdência. Na ponte Newton Navarro foram registrados pontos de bloqueio.

No cruzamento das avenidas Coronel Estevam e Bernardo Vieria também há bloqueios desde a manhã. Na Av. Tomáz Landim, os manifestantes estão reunidos na pista.

Duas rodovias federais estão com pontos de bloqueio. A BR-406, no quilômetro 163, entre Natal e Ceará-Mirim e a BR-304 em Mossoró estão parcialmente fechadas por manifestantes do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra.




Tópicos relacionados

Nordeste   /    Mundo Operário

Comentários

Comentar