×

Antirracismo | Olinda aprova 1 ª lei que proíbe homenagem à escravocratas no país

Em dezembro do ano passado os vereadores de Olinda aprovaram a lei 16.193/2021 que proíbe a nomeação de prédios públicos e vias públicas, prevendo a renomeação de locais, imagens e esculturas na cidade.

quinta-feira 24 de fevereiro | Edição do dia

Imagem: Prefeitura Municipal de Olinda

Essa tem um caráter progressista frente ao absurdo que é no país como o Brasil, atravessado por séculos de escravidão e de algumas ditaduras, ainda ter estradas, pontes, ruas, esculturas, homenageando ditadores e escravocratas que perseguiram e assassinaram negros, indígenas, operários e a juventude.

A lei é de autoria do vereador Vinicius Castelo (PT) e representa o anseio de centenas de milhares de jovens e trabalhadores, além de militantes da esquerda e de movimentos sociais que há anos questionam esses tipos de homenagens aos inimigos dos trabalhadores. Durante a luta negra do black lives matter, vimos várias estátuas no Canadá, Inglaterra, EUA e inclusive no Brasil com a estátua do bandeirante Borba Gato, serem queimadas ou colocadas abaixo. Isso expressa que essa lei é um complemento do que internacionalmente a juventude e os trabalhadores vêm colocando em prática com suas próprias mãos, nas ruas.

Mas é preciso lembrar que para combater o racismo e o capitalismo apenas medidas como essa que se restringe ao parlamento não basta. No país de Bolsonaro e Mourão, mas que também STF e o Centrão atacam mais e mais a população negra e trabalhadora, renomear ruas, escolas, etc, é importante, mas precisamos ir por mais, para acabar de vez com toda a herança escravocrata da elite brasileira e desses político que perpetuam o racismo.

É bem chamativo por exemplo que esse lei foi sancionada pelo prefeito Professor Lupércio do Solidariedade, mesmo partido de Paulinho da Força que hoje senta para negociar com Alckimin e sua possível chapa com Lula. Não podemos confiar que esses caras querem acabar com a opressão contra o negros. Por isso, assim como foi feito no black lives matter temos que impor um programa independente e operário nas ruas, arrancar estátuas, monumentos, placas, etc, com nossas próprias mãos e não esperar que políticos burgueses como esses utilizem da luta negra “pagar” de progressista ou antirracista.




Comentários

Deixar Comentário


Destacados del día

Últimas noticias