Sociedade

PORTO ALEGRE

Ocupação Lanceiros Negros Vivem ameaçada de reintegração de posse novamente

Em meio aos ataques do prefeito Nelson Marchezan Junior (PSDB) , foi anunciado pelo judiciário do estado, mais uma reintegração de posse na ocupação Lanceiros Negros Vivem. Órgãos do estado do Rio Grande do Sul se reuniram durante o dia 17/08 e determinaram a reintegração de posse, possivelmente, para a próxima semana.

sexta-feira 18 de agosto| Edição do dia

A ocupação Lanceiros Negros Vivem, localizada no centro de Porto Alegre, que é considerada um dos maiores focos de resistência aos problemas de falta de moradia, que são cada vez mais aguçados pela crise, agora tem mais uma ameaça que se torna iminente ao decorrer da semana.

Já tendo sofrido com uma reintegração de posse violenta no dia 14/06, em uma noite fria em pleno mês de junho em Porto Alegre, que é considerado um dos meses mais frios do ano, foi autorizada neste dia, com uso de extrema força e violência por parte da polícia a reintegração de posse. Foram utilizadas balas de borracha, spray de pimenta e bombas de efeito moral. Dezenas de famílias foram colocadas pra rua sem direito a realocação. A proposta do judiciário desta vez é de uma “reintegração humanizada”, com possível acompanhamento de assistentes sociais, conselheiros tutelares, agentes de saúde, e a polícia. O que é bastante contraditório em relação ao ato de despejo, já que este é totalmente desumano, e a reintegração humanizada faz pouca diferença às mais de 100 famílias que se encontram habitando a ocupação e que provavelmente serão realocadas para abrigos e situações extremamente precárias.

Na próxima segunda, 21/08, o movimento convoca uma manifestação em apoio à ocupação em defesa do direto à moradia. É necessário cercar de solidariedade os lutadores.




Tópicos relacionados

Marchezan   /    Moradia   /    Porto Alegre   /    Repressão   /    Sociedade

Comentários

Comentar