Sociedade

SÃO PAULO

Obra em Hospital da Vila Carrão, prometida por Haddad e Dória, ainda está abandonada

Os dois prefeitos prometeram reativar a área abandonada do antigo Hospital da Vila Carrão, na zona leste de São Paulo, mas até hoje não há sinal de obras.

Kelly F. Alonso

Professora da rede pública de São Paulo

terça-feira 28 de agosto| Edição do dia

Diante do processo eleitoral, tudo se afina; o terno está alinhado, a fala está decorada e o alvo está escolhido. De outro lado, a população pobre e carente de tudo: de emprego, de saúde, de educação e, principalmente, de dignidade, mas isso em nada faz parar a cara limpa para as eleições.

Nessa democracia dos empresários, que usam a máquina do Estado como casa de lobbys, não há ética, respeito, muito menos verdades. E para elucidar essas mentiras está o Hospital e Maternidade Nossa Senhora de Fátima, conhecido como Hospital da Vila Carrão, com as obras paralisadas.

A primeira enganação partiu de Haddad, que em 2014 anunciou a construção de três equipamentos no terreno, que abrigou o hospital privado por cerca de 10 anos.
O prédio estava ocupado por moradores sem teto que foram obrigados a sair e desabrigados, com a justificativa de reformarem o espaço em área ativa novamente. Na época, Haddad disse que seria construído um “quarteirão da saúde” no local.

Já em 2017, na administração do ex-prefeito João Dória, o tucano prometeu a retomada das obras e a entrega do Hospital. Porém, o prédio continua abandonado.

O hospital não saiu, nem o “quarteirão da saúde”, mas o dinheiro para o investimento saiu, e dos nossos bolsos. Foram entregues nas mãos da prefeitura cerca de R$ 6 milhões de reais (com a promessa de que o hospital ficaria pronto em um ano), valor que não sabemos onde foi parar. Ou sabemos?!

Essa é a postura que se pode esperar dos políticos da ordem: a continuidade da enganação ao povo em nome de manter seus privilégios e de seus investidores enquanto a população paga com a vida, sem atendimento, sem medicação, sem sequer uma explicação ou justificativa.




Tópicos relacionados

João Doria   /    Haddad   /    Sociedade   /    Saúde   /    São Paulo (capital)

Comentários

Comentar