Política

O voto "nem tão secreto" do golpista Sérgio Moro

domingo 2 de outubro| Edição do dia

O juiz federal Sergio Moro, protagonista do golpe institucional, que atua na Operação Lava Jato, votou em Curitiba, neste domingo. Moro votou num clube do Bacacheri, bairro residencial de Curitiba, do qual é sócio. Ele entrou pelos fundos do local, acompanhado de um segurança, por volta das 10h30.

Segundo o editor do Esquerda Diário, André Augusto, "O voto de Moro não é tão secreto. Comanda a operação judicial ’estrela’ da direita golpista, a Lava Jato, que não tem como objetivo acabar com a corrupção, mas simplesmente substituir o esquema de corrupção com a cara petista por um esquema com o rosto da direita. Recebeu medalha de ’honra ao mérito’ do Exército por este trabalho edificante, feito ao sabor do Departamento de Estado norteamericano e das grandes petroleiras internacionais. Em Curitiba, o juiz Moro provavelmente cedeu seu voto ao golpista Rafael Greca (PMN), apoiado de perto pelo governador do Paraná e repressor de professores, Beto Richa do PSDB".

Como denunciamos no Esquerda Diário, Moro representa os interesses mais orgânicos dos monopólios estrangeiros, em particular das petroleiras como a Shell e a Exxon Mobil. Treinado pelo Departamento de Estado norteamericano, como vazado pelo Wikileaks, Moro e os procuradores da Lava Jato em Curitiba montaram uma verdadeira indústria milionária de delações, desviando para a equipe de investigação a verba que deveria ser ressarcida ao erário público.




Tópicos relacionados

Eleições 2016   /    Política

Comentários

Comentar