Gênero e sexualidade

ATUALIDADES

O trabalho doméstico continua sendo “coisa de mulher”

Celeste Murillo

Argentina | @rompe_teclas

quinta-feira 1º de setembro| Edição do dia

Em seu relatório anual sobre igualdade de gênero, a Organização Internacional do Trabalho (OIT) mostra que essas tarefas ainda são realizadas por mulheres e as meninas. Em um estudo que envolveu 59 países (distribuídos entre países desenvolvidos e os denominados “em desenvolvimento”), a agência disse que as mulheres gastam, diariamente, 19% do seu tempo em tarefas domésticas não remuneradas. Por outro lado, os homens usam apenas 8% do seu tempo nessas tarefas.

Na Argentina, a Pesquisa sobre Trabalho Não Remunerado e Uso do Tempo do INDEC, mostrou que a participação total dos homens no trabalho doméstico não remunerado é de 24% e a das mulheres chegava aos 76%.

Baseado no preconceito de que as tarefas domésticas são “coisa de mulher”, essa distribuição desigual faz com que a jornada de trabalho das mulheres dobre, estendendo para além do horário de trabalho fora de casa.

Pode te interessar: Argentina: Trabalho doméstico, feminino e não remunerado.




Tópicos relacionados

Gênero e sexualidade

Comentários

Comentar