Juventude

ESTUDANTES CONTRA BOLSONARO

O que o DCE da UFRJ está esperando para mobilizar os estudantes contra Bolsonaro?

Frente a vitoria de Bolsonaro nas eleições, várias universidades estão se mobilizando. O que o DCE da UFRJ está esperando para construir uma mobilização massiva contra Bolsonaro, o golpismo e as contrarreformas?

sexta-feira 2 de novembro| Edição do dia

No último domingo (28/10) o candidato reacionário Jair Bolsonaro foi eleito presidente. Nos 3 dias que sucederam após sua eleição, ele e sua futura equipe de governo já anunciou uma série de ataques mesmo antes de assumir, como tentar aprovar a reforma da previdência ainda esse ano, a aprovação do Escola sem Partido, a privatização dos correios, a fusão de Ministérios etc. Além disso, seu plano de governo e sua campanha incluíram uma série de ataques a universidade pública, como o fim da gratuidade da graduação e a nomeação de reitores pelo presidente.

Como se não bastasse, muitos grupos reacionários se sentiram mais a vontade de agir. Na USP, o grupo USP Livre, que se pinta de liberal mas apoia Jair Bolsonaro, convocou uma manifestação na segunda feira. Frente a esses ataques, os estudantes de várias universidades já estão se mobilizando. Na USP, os estudantes convocaram um contra-ato que reuniu mais de 1000 pessoas, enquanto o ato coxinha foi um fiasco. Muitas outras universidades estão realizando assembleias e levantando comitês de mobilizações. Algumas delas já tinham esses comitês desde após a eleição do segundo turno.

Apesar disso, na UFRJ pouco foi feito. Na semana passada, na assembleia dos três setores que aconteceu, foi convocada uma nova assembleia que ocorreria na quarta-feira (31). Apesar disso, ela foi adiada para a próxima quarta dia 7, por falta de mobilização. Nós do MRT, nas estruturas onde estamos, temos levantado a necessidade de organizar comitês de base para lutar contra as medidas do Bolsonaro e os ataques da extrema direita, dando uma batalha para que estes aconteçam. Não podemos aceitar que a maior universidade federal do país, que já foi vanguarda de uma série de movimentos fique tão para trás nesse combate. Por isso convocamos todos os estudantes, técnicos e professores para a assembleia do dia 7 e exigimos que o DCE e a AdUFRJ e SintUFRJ convoquem uma ampla mobilização para a mesma, para que se possa tirar comitês de base em todos os cursos para enfrentar Bolsonaro. Por isso, não basta apenas que se convoquem assembléias "por cima". É necessária a mais amplas mobilização nas bases dos cursos, através dos CAs e DAs. Apenas dessa maneira será possível derrotar o golpismo e Bolsonaro, com todas as contrarreformas e medidas autoritárias que este promete aplicar.




Tópicos relacionados

Comitês contra Bolsonaro   /    Bolsonaro   /    UFRJ   /    Rio de Janeiro   /    Juventude

Comentários

Comentar