Política

Diana Assunção declara sobre Bretas

O judiciário e suas "grandes casas", privilégios para servir a Casa Grande e os capitalistas

Nessa segunda (29) o Juíz Federal Marcelo Bretas ficou irritado após o jornal Folha de S.Paulo revelar que ele e sua esposa, também juíza, recebem dois auxílios-moradia, apesar de terem imóvel próprio na cidade, além de contrariar decisão do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) que proíbe tal benefício para casais que morem juntos; questionado por seus seguidores, o Juíz “saiu bloqueando” várias pessoas em seu twitter e ainda alegou que está somente exigindo seu direito.

quinta-feira 1º de fevereiro| Edição do dia

Mansão do juiz federal Marcelo Bretas

Veja declaração de Diana Assunção:

"Juízes que recebem auxílio-moradia tem em sua maioria sua "mansão própria"

Hoje saiu um levantamento na Folha (http://bit.ly/2FBmVLj) que mostra que 72% da cúpula do judiciário, além de seus salários de mais de 30 mil reais recebem auxílio-moradia, e mais, eles tem casa própria. Eles tem super-privilégios para terem o mesmo padrão de vida dos empresários a que eles servem.

Os juízes com esses privilégios são os juízes do TSE, STJ, TST, ou seja aqueles que decidem em quem os brasileiros podem ou não votar,
aqueles que julgam as greves e sempre dizem que são ilegais e os patrões que estariam certos.

O juiz da Lava Jato no Rio de Janeiro, Bretas, ficou irritado com a população e com a imprensa que denunciou que ele e sua esposa recebiam auxílio-moradia os dois, e mais, que eles tem uma casa própria. Casa não, mansão. A propriedade já foi até matéria de revista de
arquitetura!

Esses são os juízes que dizem combater a corrupção. Mas é pura mentira, querem seus privilégios e julgam as coisas conforme convém os planos políticos de avançar o golpe institucional e impor ataques maiores do que aqueles que o PT fazia.

Para acabar de fato com a corrupção precisamos lutar para que todo caso de corrupção não seja julgado por esses milionários mas por juris populares eleitos, e que todo juiz seja eleito, revogável e ganhe como uma professora."


Bretas e Moro no cinema assistindo filme da Lava-jato

Enquanto a cúpula do judiciário decide arbitrariamente os rumos da política brasileira com a máscara da luta contra a corrupção, eles mesmos seguem zombando na cara do povo recebendo auxílio-moradia mesmo tendo imóveis próprios. O valor do auxílio-moradia R$4.378,00 dessa casta parasitária soma-se a seu salário mensal de R$ 32.075,00. É inadmissivel que em meio a uma crise econômica onde a classe trabalhadora que é a que tudo produz seja atacada brutalmente com a reforma trabalhista e a possível reforma da previdência a tenha de “engolir” além das decisões que favorecem aos grandes capitalistas, a falta de vergonha na cara destes magistrados que exibem suas fortunas e pedem mais e mais, e a eles é concedido, mais e mais, enquanto a grande massa de trabalhadores desgastam suas vidas por menos de R$2.000,00 por mês.
Chega de privilégios! Que todo juíz e político ganhe como um trabalhador.

Veja mais: http://www.esquerdadiario.com.br/Cupula-do-judiciario-ricos-autoritarios-e-recebendo-auxilio-moradia-mesmo-tendo-imovel




Comentários

Comentar