Gênero e sexualidade

VISIBILIDADE LÉSBICA

O dia da visibilidade lésbica também foi tema do encontro do Pão e Rosas

segunda-feira 31 de agosto de 2015| Edição do dia

O Dia da Visibilidade lésbica foi muito discutido no encontro do Pão e Rosas. Nos grupos de discussão se desenvolveram debates e reflexões sobre o tema, aproveitando a própria composição do encontro que reunia mulheres trabalhadores e estudantes lésbicas, debatendo como se expressa a lesbofobia hoje nos locais de trabalho e estudo e as formas de combater essa forma de opressão.

Entre os destaques desse tema, esteve a saudação de Marie Castañeda, que é uma das coordenadoras do Centro Acadêmico de Ciências Humanas da UNICAMP, que pontuou as especificidades da opressão às mulheres lésbicas, na falta de acesso à saúde, a precarização do trabalho no telemarketing e mesmo a falta de pesquisas sobre as mulheres lésbicas, além necessidade das trabalhadoras e estudantes e os movimentos e agrupações LGBTS incorporarem como ponto fundamental a questão da invisibilidade lésbica hoje e pensarem as formas de se organizar.

Também desde a mesa, Rafa Poli, professora do Paraná, linha de frente da forte greve do início do ano contra os ajustes e a repressão do governo Beto Richa também falou sobre as dificuldades e a importância das mulheres, especialmente as mulheres lésbicas, na linha de frente da greve, como protagonistas das ações diretas, dos comandos de greve e sendo sujeito político de refletir e atuar no processo de luta de classes.




Tópicos relacionados

Encontro de Mulheres e LGBTs   /    Gênero e sexualidade

Comentários

Comentar