Sociedade

CORONAVÍRUS

Número de mortos pela COVID-19 aumenta em 10 Estados do país: Bolsonaro é responsável

quinta-feira 16 de julho| Edição do dia

A COVID-19 já circula em 97,4% das cidades brasileiras, segundo os dados oficiais do governo, dados já manipulados por conta da subnotificação deliberada, que são utilizados para subestimar os efeitos da COVID-19. As informações são uma medição do próprio governo Bolsonaro, sobre os efeitos localizados da pandemia entre a sua vigésima sexta e sua vigésima sétima semana.

Dos 26 Estados Brasileiros, hoje, são 10 os que tem elevação de mortes pelo novo coronavírus, e 9 os que apresentam elevação do número de casos. Dentre estes estados Estão, alguns que haviam feito reaberturas da economia no mês passado, como Rio Grande do Sul, Paraná e Santa Catarina ou então estados que estão fazendo reabertura agora, como São Paulo, Minas Gerais e o Distrito Federal (que não conta como estado).

Os estados com crescimento de casos foram Tocantins, Pernambuco, São Paulo, Minas Gerais, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Goiás, Mato Grosso do Sul e Mato Grosso. Já as entidades federativas nas quais houve aumento de número de mortos foram Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, Minas Gerais, Bahia, Pernambuco, Goiás, Tocantins, Mato Grosso e Distrito Federal.

Com a subnotificação, a verdade é que os pobres, os negros e os trabalhadores estão morrendo e que, em muitas localidades, está se registrando como outras causas para abafar a politica criminosa do governo Bolsonaro, do STF e do Congresso, de reabrir a economia sem nenhuma medida de combate à pandemia, com mais de 70 mil mortes oficiais.

A região Sul, segundo dados do governo Bolsonaro, teve aumento de 8% nos casos e 36% nas mortes. No Centro-Oeste, houve aumento de 6% nos casos e 26% nas mortes. Já no Sudeste, aumentou 7% de casos mas reduziu em 3% as mortes. No Nordeste, houve a redução de 8% nos casos e 4% nas mortes e, na região Norte, do país reduziu-se 9% no número de casos e 20% na quantidade de mortos.

É preciso olhar todos estes dados com desconfiança, pois a estatística oficial nas mãos dos militares que estão por trás de Bolsonaro foi diversas vezes manipulada oficialmente e extraoficialmente para apagar a morte de milhares de trabalhadores, negros e pobres. A falta de testes e a própria consequência da pandemia na vida dos mais pobres nos leva a dizer que o preço da pandemia está sendo pago pela morte de milhares, vítimas oficiais e extra oficiais da COVID-19 sob o governo de Bolsonaro, dos militares, em um pacto com o STF e o Centrão.

Não podemos aceitar esse cenário. São os trabalhadores que estão nos setores essenciais e que fazem tudo funcionar. Não pode ser que sejam também os trabalhadores aqueles que mais morrem pela pandemia. O Governo Bolsonaro e responsável, e não devemos ter nenhuma ilusão naqueles que dizem que estão tentando salvar a economia e garantir empregos. Nós, trabalhadores, somos os que devem decidir os rumos do país e o combate ao Coronavírus. É preciso uma Assembleia Constituinte Livre e Soberana, que altere de conjunto as regras do país.




Tópicos relacionados

COVID-19   /    Coronavírus   /    Jair Bolsonaro   /    Sociedade

Comentários

Comentar