Mundo Operário

REBAIXAMENTO SALARIAL

Novos contratados têm salário 22,24% menor de que trabalhadores demitidos

Segundo os estudos do IDados utilizando os números da Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados), essa disparidade salarial sobe desde 2011.

terça-feira 17 de outubro| Edição do dia

Nesses últimos 6 anos a diferença subiu de 5,23% para quase um quarto (22,24%) de perda salarial. Comparado com o ano passado o aumento foi de 3,79%.

O pior índice que entrou nos registros foi do setor extrativista mineral, com uma diferença de R$ 962,60.

Além da perda salarial dos novos contratados, os demitidos ficam mais tempo sem emprego.




Tópicos relacionados

Reforma Trabalhista   /    Desemprego   /    Mundo Operário

Comentários

Comentar