Política

GOVERNO WITZEL

Novo secretário da saúde de Witzel removeu pacientes a força e demoliu hospital em 2012

Novo militar secretário de Witzel removeu 500 pacientes a força de um hospital e depois mandou demolí-lo.

segunda-feira 22 de junho| Edição do dia

O critério de seleção de secretário de saúde do governo Witzel parece ser a disponibilidade a matar quantas pessoas for possível em nome do lucro. Na manhã de hoje, Fernando Ferry se demitiu após sugerir que os hospitais de campanha atrasados há quase 2 meses não abrissem. Estava no cargo há pouco mais de um mês, depois que o antigo secretário estava sendo investigado por corrupção na aquisição de respiradores. No entanto as credenciais do novo secretário não são melhores.

O tenente-coronel do Corpo de Bombeiros Alex da Silva Bousquet já tem um longo histórico de ataques à saúde. Em 2012 mandou desocupar e demolir o Hospital do IASERJ, na Cruz Vermelha. O hospital, que tinha capacidade para 500 leitos, ainda tinha pacientes - alguns graves inclusive - que foram levados a força para lugares desconhecidos, operação que contou com auxílio da polícia.

Na época, a desculpa era que seria construído no local uma extensão do INCA. No entanto, até hoje o terreno onde era o hospital está abandonado aos insetos e ratos. Hospital que poderia ter salvado muitas vidas durante essa pandemia. É esse tipo de assassino que ocupará o cargo no governo de Witzel.




Tópicos relacionados

Coronavírus   /    Saúde Pública   /    Wilson Witzel   /    Saúde   /    Política

Comentários

Comentar