Política

LAVA JATO

Novo sacríficio no PMDB para limpar a cara do golpe? PGR denuncia Valdir Raupp

De acordo com a Agência Estado, a Procuradoria Geral da República apresentou nesta sexta feira, 16, uma denúncia contra o senador Valdir Raupp pelos os crimes de corrupção e lavagem de dinheiro dentro do inquérito da Operação Lava Jato. O procedimento apura a suspeita de que o peemedebista teria recebido propina de 500 mil desviados de contrato da Petrobras.

Guilherme de Almeida Soares

São José dos Campos

sexta-feira 16 de setembro| Edição do dia

De acordo com informações das delações premiadas do ex – diretor da estatal Paulo Roberto Costa e do doleiro Alberto Youssef, o dinheiro chegou aos cofres da campanha do peemedebista por meio de uma doação feita pela construtora Queiroz Galvão e pela Vital Engenheira. A reportagem do mesmo jornal declara ter confirmado a informação com a PGR e com interlocutores do ministro Teori Zavascki.

Também estão sendo denunciados o cunhado de Raupp, Paulo Roberto Rocha, e uma ex – funcionária do senador, Maria Cleia de Oliveira.

Além desse inquérito, o peemedebista também é alvo de uma investigação no STF por desvio na construção da hidrelétrica de Belo Monte, ao lado de outros nomes da cúpula do PMDB, como o presidente do Senado, Renan Calheiros. Raupp é próximo do golpista Michel Temer e já ocupou a presidência do PMDB.

Mais uma vez, lavando à jato a sujeira do golpe
.
Mais uma vez, a Lava Jato tenta pegar um bode expiatório pra dizer que não se trata de uma operação arbitrária. Na semana em que Dallagnol abriu inquérito contra Lula com base nas suas ‘’convicções’’, mas também no dia em que a Lava Jato tomou uma serie de decisões para deixar impune a direita golpista, como a decisão em não seguir as investigações sobre o senador tucano Aécio Neves citado inúmeras vezes em delação premiada, a turma de Janot pega um senador do PMDB pra dizer que todos serão investigados.

Mesmo que a Lava Jato pegue um ou outro golpista, está claro que os peixes grandes da direita sairão impunes. Conforme estamos denunciando neste site, o golpista Michel Temer está conseguindo alavancar os ataques contra os trabalhadores e setores populares da sociedade que o imperialismo está reivindicando.

A Lava Jato não parecer querer avançar contra o governo golpista de Michel Temer, porque o imperialismo entende que uma vez que Temer anunciou que vai alavancar estas medidas anti populares, o seu governo precisa de estabilidade politica para conseguir impor os ataques contra os trabalhadores e demais setores populares da sociedade. Se vacilar nos ataques pode ser que mudem de tática e "soltem" a Lava Jato contra o PMDB e Temer.

Isso mostra que o objetivo da Lava Jato é substituir os esquemas de corrupção petista, pelo os esquemas de corrupção da direita. Sabemos que se depender destes juízes privilegiados, a impunidade dos políticos permanecera por um bom tempo. Para combater a impunidade hoje no país, tem que combater o governo golpista de Temer e seus aliados e esta luta só vai acontecer através da ação independente dos trabalhadores e setores populares da sociedade. Para isso é preciso que a CUT e a CTB coloquem em pé um plano de luta contra a impunidade desta direita, mas também contra os cortes, demissões e os ataques aos direitos trabalhistas e sociais.




Tópicos relacionados

PMDB   /    Operação Lava Jato   /    Política

Comentários

Comentar