NOTA DE ESCLARECIMENTO

Nota de esclarecimento sobre uma recente publicação

A propósito da publicação recente em Goiânia do livro “Meus inimigos estão no poder. Soldados de Leon”, de autoria de Renato Dias, em que consta aquilo que deveria ter sido uma entrevista com o companheiro Gilson Dantas, militante do MRT e veterano do movimento trotskista brasileiro, publicamos abaixo, a pedido do entrevistado, a seguinte nota de esclarecimento:

quinta-feira 20 de julho| Edição do dia

“Recentemente foi lançado em Goiânia um livro [Soldados de Leon, de Renato Dias], elaborado com a intenção declarada de dar voz às diferentes correntes trotskistas no Brasil. Fui entrevistado, na condição de integrante do MRT, através de respostas, que tive o cuidado de enviar por escrito para o jornalista autor do citado livro. Submetida a uma ampla reedição, com cortes e falas que ali foram enxertadas e que não são minhas, mesclado a opiniões do próprio autor do livro, que ali aparecem como se fossem minhas, o resultado final é um texto no qual não me reconheço, por ter sido amplamente reescrito e publicado sem qualquer consulta prévia a mim.
Não está em questão a intenção do autor, mas sim que ao “transformar a entrevista em texto corrido”, como ele mesmo assume, o resultado terminou sendo um texto cuja leitura não recomendo já que, repito, não me reconheço nele, dada as inúmeras modificações e cortes. Afora o fato de que a foto que o autor escolheu para ilustrar o texto não foi enviada por mim e nem autorizada pela pessoa que lá aparece ao meu lado, e que o texto me apresenta indevidamente como “dirigente nacional” do MRT.
Em função disso, quem estiver interessado em conhecer a entrevista original SEM edição, pode vê-la aqui. Também pode se interessar pela opinião do jornalista a respeito de apenas alguns pontos da sua própria edição, pode conferir aqui. O autor do livro admitiu a edição do texto ("Sua entrevista, como as demais, foi editada, sim") e se comprometeu a publicar, na 2ª edição do livro, a entrevista original, que versa sobre MRT na conjuntura atual, história política do entrevistado e trotskismo hoje.”
G.D. Brasília, julho de 2017.




Comentários

Comentar