Gênero e sexualidade

DIVERSIDADE SEXUAL

No dia do Orgulho LGBT, trabalhador homossexual de rodoviária é agredido e humilhado por fanática religiosa

No dia 28 de Junho, dia internacional do Orgulho LGBT, uma mulher agrediu um funcionário de uma agência de viagens, em um rodoviária de Lucas do Rio Verde (MT), por ser homossexual. O caso foi gravado por passageiros, que registraram o momento em que a mulher, persegue, segura e bate no rapaz. As informações são do jornal local Mato Grosso Mais.

Virgínia Guitzel

Travesti, jovem trabalhadora e estudante da UFABC

terça-feira 30 de junho| Edição do dia

No vídeo, é possível ouvir a mulher proferindo várias ofensas contra o homem e afirmando que ele deveria morrer por ser homossexual. A mulher também danificou vários equipamentos da agência.

Esta violência contra um LGBT trabalhador ocorrer no dia do Orgulho LGBT é uma das mais evidentes expressões de como o discurso reacionário e de ódio de Bolsonaro, Damares e seus aliados fundamentalistas das igrejas evangélicas legitima a violência e a opressão de milhares de pessoas por sua orientação sexual e identidades de gênero. Nós do Esquerda Diário repudiamos este ataque e nos solidarizamos com o trabalhador, assim como todas as pessoas LGBT que sentem atingidas por mais esta agressão.

Enquanto setores reacionários se colocam nesta cruzada contra as LGBT, e com mais ódio ainda aos LGBT trabalhadores, nós estamos na linha de frente da luta por todos os direitos desta população e estamos apoiando ativamente a paralisação internacional dos entregadores de aplicativos e a greve dos metroviários de São Paulo neste 1º de Julho.

Diversos LGBT de distintos estados do país gravaram um vídeo em apoio a paralisação dos entregadores, discutindo que a precarização do trabalho é o destino da maioria da comunidade LGBT devido ao preconceito e a descriminação. Mais do que nunca é fundamental uma luta da classe trabalhadora em defesa das LGBT e pelos seus direitos. Uma só classe, uma só luta!




Tópicos relacionados

Mês do Orgulho LGBTQ+   /    Homofobia e Transfobia   /    LGBT   /    Gênero e sexualidade

Comentários

Comentar