Política

CORRUPÇÃO EQUADOR

No Equador, em caso de corrupção ligado à Odebrecht, Vice-presidente é preso

Nesta segunda (2), o vice-presidente do Equador, Jorge Glas, foi preso a partir de uma ordem de detenção da Suprema Corte por suspeita de recebimento de propinas da Odebrecht.

terça-feira 3 de outubro| Edição do dia

Glas foi abordado em sua residência pela polícia e transportado pela Força Aérea para a Capital, Quito, onde está sob prisão preventiva.

Antes do avião militar partir, simpatizantes e ex-assessores do vice-presidente foram expressar apoio.

Jorge Glas relata ter sido traído pelo seu ex-aliado, o presidente Lenín Morena. Além disso, instantes antes de ter se entregado para a polícia, em um vídeo colocado na internet, o vice-presidente afirma que respeitaria a prisão, porém protesta contra e se diz inocente e acusado a partir de mentiras, manipulações e erro de procedimento.

Na acusação, através de sua posição no alto escalão do governo, Glas teria liderado um grupo de políticos que, segundo a própria Odebrecht, teria recebido US$ 33 milhões em troca de contratos da construtora com o governo.




Tópicos relacionados

Equador   /    Odebrecht   /    Corrupção   /    Política   /    Internacional

Comentários

Comentar