Política

ELEIÇÕES 2016

No ABC, outra derrota histórica dos petistas

O primeiro elemento que se identifica com o resultado das eleições no ABC é a derrota do PT nas urnas das principais cidades como São Bernardo do Campo, reduto do PT e de Lula, além de Santo André e Mauá.

terça-feira 4 de outubro| Edição do dia

Em Santo André o atual prefeito Carlos Grana(PT) ficou atras de Paulo Serra(PSDB) tendo recebido 20,28% e 35,85% respectivamente. Serão as duas únicas cidades em que o PT se mantem na disputa pelo cargo de prefeito no segundo turno.

O Partido dos Trabalhadores ficou de fora do segundo turno em São Bernardo, domicílio eleitoral do ex-presidente Lula e berço histórico do PT, e em Diadema. Na primeira cidade, Orlando Morando (PSDB) teve 45,07% dos votos válidos e sai com ampla vantagem contra Alex Manente do PPS (28,41%). O petista Tarcisio Secoli teve 22,57% dos votos válidos.

Em Diadema, o prefeito Lauro Michels ( PV, PSDB e PCdoB) teve 48,1% dos votos no primeiro turno. No segundo turno enfrentará Vaguinho (da aliança PRB, PTB e PMDB), que alcançou 21,85%. Já o petista Maninho chegou só a 16,37%. Em Ribeirão Pires, o petista Renato Foresto também ficou longe da disputa, ganha por Kiko (PSB).

Os candidatos apoiados pelo governador Geraldo Alckmin (PSDB) conseguiram pelo menos um de cada três votos válidos no chamado ABCD.

Ainda que em aberto o resultado nas cidades que irão para o segundo turno, já se percebe uma derrota importante do PT na região e um fortalecimento dos candidatos do PSDB. Os vereadores do PSDB somam maioria na bancada no grande ABC, são 22 vereadores no total contra 16 do PT.

Juntamente com a vitoria de João Doria em são paulo, no ABC as prefeituras que ficarem nas mãos dos aliados de Geraldo Alckmin certamente irão impor com mais “eficiência” os ajustes e medidas impopulares aos trabalhadores, tal como deseja o imperialismo.

PSDB conseguiu canalizar o voto de milhares de trabalhadores e setores populares da sociedade que esperam que os governos respondam a atual crise econômica que o país está passando. Este sentimento de preocupação de milhares de trabalhadores certamente entrara em choque com os ataques que os tucanos irão implementar no próximo período.




Tópicos relacionados

Eleições 2016   /    PT   /    ABC paulista   /    Política

Comentários

Comentar