Mundo Operário

DESEMPREGO NO ABC

No ABC, 5 mil desempregados lotam rua para disputa de 200 vagas em uma unidade de supermercado

terça-feira 18 de setembro| Edição do dia

No dia de hoje (18/09) mais de 5 mil candidatos em busca de emprego formaram uma imensa fila na cidade de São Bernardo do Campo para a disputa de 200 vagas que foram abertas diante da construção de uma nova unidade do Sonda Supermercados, com previsão de inauguração apenas para novembro.

As 200 vagas disponíveis, giram em torno de funções operacionais (tais como: padeiro, açougueiro, peixeiro, operador de caixa, balconista, etc.), nem de longe fazem frente a demanda assustadora de pessoas desempregadas que desde cedo ocupavam a fila.

A professora de Santo André Maíra Machado, candidata a deputada estadual pelo MRT em filiação democrática no PSOL comentou o absurdo da situação:

"Essa é a situação dos trabalhadores do ABC, uma cena cada vez mais comum no Brasil pós golpe institucional. Mais de 5 mil candidatos lotam as ruas do entorno da futura unidade do Sonda Supermercados, no bairro Rudge Ramos, em São Bernardo. São três ruas quase totalmente tomadas por pessoas a procura de um emprego. O supermercado, com inauguração prevista para novembro vai funcionar onde antes era a Fábrica da Bacardi que fechou em 2016. São 200 vagas abertas para diversas vagas operacionais, e mais de 5 mil trabalhadores colocados nessa situação, muitos estão ali desde muito cedo, para buscar uma oportunidade de emprego. Enquanto isso poucos ganham cada vez mais com a crise, aproveitando a situação do desemprego para colocar os trabalhadores em situação desesperadora, sendo obrigados a aceitar salários cada vez mais rebaixados e condições de trabalho piores, ainda por cima são colocados nessa situação de humilhação para conseguir um emprego. Os políticos falam de geração de emprego! Só de emprego precário e a partir da chantagem que fazem com tantos desempregados no país.
Seja você também uma voz anticapitalista nessa eleições manipuladas pelo judiciário e tuteladas pelas forças armadas."




Tópicos relacionados

Desemprego   /    ABC paulista   /    Mundo Operário

Comentários

Comentar