RACISMO

Neymar responde com "Racismo não!” à agressão racista de “macaco filho da puta”

Neymar foi chamado de “macaco filho da puta” por Álvaro González, jogador do Olympique de Marselha, em jogo na França neste domingo. Em vídeo é possível ver Neymar apontando o dedo para Gonzalez dizendo “racismo não!”

domingo 13 de setembro| Edição do dia

No jogo entre PSG e Olympique de Marselha, Neymar sofreu dois ataques racistas de Álvaro González, jogador do Olympique. O adversário o chamou de “macaco filho da puta” após uma falta marcada pelo árbitro contra seu time, e depois no segundo tempo, o uruguaio repetiu a ofensa.

Neymar reclamou com o árbitro assistente o ato racista do zagueiro, e em vídeo da confusão, é possível ver Neymar apontando o dedo na cara de Álvaro o chamando de racista, e dizendo “Racismo não!”.

Álvaro González o chamou de macaco duas vezes no jogo, uma no primeiro tempo, e outra no segundo. Na segunda etapa, Neymar foi expulso após dar um tapa em González. O jogador do Olympique não foi expulso, mesmo Neymar denunciando em campo a ofensa.

“Único arrependimento que tenho é por não ter dado na cara desse babaca”, foi o que disse Neymar nas redes sociais.




Tópicos relacionados

Racismo   /    Esporte   /    França   /    Futebol   /    [email protected]

Comentários

Comentar