Juventude

18h, na Esquina Democrática

Nesta sexta, terceiro ato contra a PEC 55, a reforma do ensino médio e o pacotaço do Sartori

quinta-feira 24 de novembro| Edição do dia

As ocupações nas universidades continuam se ampliando, sem duvida a entrada da Unisinos no movimento deu um novo gás. O último dia 11, foi uma grande demonstração de forças da juventude. Nesse dia 25 o movimento pode dar um salto, integrando categorias de trabalhadores. Além dos metroviários que vão paralisar, a adesão dos professores e do funcionalismo público atacado diretamente pelo governo Sartori pode ser maior.

Se os sindicatos dirigidos pelo PT estivessem colocando seu peso para convocar e organizar os trabalhadores, a situação para Sartori seria muito pior. A direção do CPERS está convocando uma greve, mas para o dia 18 e se organizar e reunir os professores em cada escola. Em bancários, com o anuncio da reestruturação do BB e das ameaças na Caixa, o sindicatos dos bancários deveria organizar assembleias e convocar a categoria a aderir aos dias de luta contra a PEC 55.

Vamos a rua dar uma nova demonstração de força contra as medidas de Temer e de Sartori e exigir das direções sindicais medidas reais de luta e assembleias nos locais de trabalho, mas sem confiar no PT, o mesmo partido que em Minas reprime os estudantes que como nós protestam contra a PEC 55 e a reforma do ensino médio.




Tópicos relacionados

PEC 241/55   /    Porto Alegre   /    Juventude

Comentários

Comentar