PSDB CEARÁ

"Não, não houve ditadura", afirma candidato a governador do PSDB no Ceará

O reacionário General Theophilo, candidato a governador pelo PSDB no Ceará, afirmou em entrevista para o programa Live Política, de O Povo, que o que houve no Brasil não foi uma ditadura, mas sim um "contragolpe democrático".

terça-feira 21 de agosto| Edição do dia

Segundo o general, o país estava caminhando para o comunismo, reproduzindo toda a lunática e cega visão da direita que não consegue entender nem o mais óbvio e repugnante fato político do país dos últimos 50 anos.

"Prova" de que o país estava sendo tomado por comunistas, de acordo com o tucano, é de que Che Guevara foi a condecoração do então presidente Jânio Quadros, em 1961.
Ele ainda classifica Castelo Branco como um herpoi, "que levou o país a combater toda essa estrutura comunista".

O militar, que já cogita um nome de outro militar para a função na Secretaria de Segurança e Defesa Social (SSPDS) se eleito, tem 4% das intenções de voto de acordo com a última pesquisa divulgada pela Ibole/Verdes Mares.

Golpista - é claro -, o general mostra que não entende nada de golpe, nem de democracia nem muito menos de comunismo.




Tópicos relacionados

Ceará   /    Golpe militar   /    PSDB   /    Ditadura militar

Comentários

Comentar