UNICAMP

Na matrícula da Unicamp estudantes repudiam corte de salário de Covas e apoiam municipais

Em matrícula da Unicamp, estudantes repudiaram o corte de salário que o prefeito de SP, Bruno Covas (PSDB) quer impor aos professores e servidores municipais de SP desrepeitando o direito de greve do trabalhador.

sexta-feira 22 de fevereiro| Edição do dia

A greve dos municipais de São Paulo avança e no 17º dia de greve eles votaram a continuação da greve apesar dos ataques do prefeito. Os professores e servidores municipais lutam pela revogação do SampaPrev proposta que pode afetar até 48% do salário e é um primeiro teste dos governos para aprovar a reforma da previdência.

Os professores mostram o caminho para lutar contra a reforma da previdência em nível nacional e vem ganhando apoio de pais de alunos, servidores municipais e estudantes de diversos lugares. Na Unicamp os alunos tiraram fotos em apoio e mostra só o começo da aliança entre trabalhadores e estudantes necessária para derrotar os ataques de Bolsonaro no Brasil e Dória no estado de SP. Confira:











Tópicos relacionados

Sampaprev   /    Jair Bolsonaro   /    Reforma da Previdência

Comentários

Comentar