Mundo Operário

MUNICIPÁRIOS POA

Municipários de Porto Alegre iniciam greve contra Marchezan e protestam nas ruas

A greve dos municipários, que havia sido votada em assembleia dos trabalhadores dia 22, contra a tentativa de Marchezan de atacar os planos de carreira, começou hoje. Foi realizado um ato nesta manhã que marchou do HPS até a Câmara dos Vereadores.

terça-feira 26 de fevereiro| Edição do dia

Os trabalhadores estão paralizando seus serviços e protestando contra o PLCE 02/2019, que entre diversos ataques, como a substituição dos avanços trienais de 5% por quinquenais de 3% ou o fim das gratificações, representa uma perda de 40% ao longo da carreira do funcionário.

É um duro ataque de Marchezan contra os trabalhadores do município. O prefeito aplica esse tipo de medida para fazer com que os trabalhadores paguem pela crise, enquanto desmonta os serviços públicos e segue beneficiando grandes empresários, como os do transporte que já contam com isenções milionárias há anos.

O ato dos servidores se concentrou pela manhã em frente ao Hospital de Pronto Socorro, e após falas seguiu em caminhada até a Secretaria da Saúde e em seguida para a Câmara dos Vereadores de Porto Alegre. Fizeram ouvir suas palavras de “fora Marchezan” e “ninguém mais te atura, filhote da ditadura”.

É necessária uma ampla mobilização dos trabalhadores municipários e da população de Porto Alegre para barrar os ataques de Marchezan e o desmonte do serviço público, assim como fazer convergir a luta dos municipários com a luta de todos os trabalhadores contra a reforma da Previdência que Bolsonaro quer aplicar a nível nacional.




Tópicos relacionados

Greve dos Municipários POA   /    Marchezan   /    Rio Grande do Sul   /    Greve   /    Porto Alegre   /    Mundo Operário

Comentários

Comentar