Mundo Operário

GREVE DOS MUNICIÁRIOS

Municipários de Porto Alegre começam greve contra Marchezan nessa terça-feira

Em assembleia realizada nesta sexta-feira (22), os servidores públicos de Porto Alegre aprovaram greve a começar a partir da próxima terça-feira (26). A decisão de paralisação da categoria foi feita contra o projeto encaminhado pelo Prefeito Nelson Marchezan Júnior que ataca os salários e benefícios da categoria.

sexta-feira 22 de fevereiro| Edição do dia

Em assembleia realizada nesta sexta-feira (22), os servidores públicos de Porto Alegre aprovaram greve a começar a partir da próxima terça-feira (26). A decisão de paralisação da categoria foi feita contra o projeto encaminhado pelo Prefeito Nelson Marchezan Júnior (PSDB) para à Câmara Municipal, o PLCE 002/2019. Esse projeto do Marchezan altera a estrutura dos benefícios e reajustes salariais dos servidores.

Esse PLCE é uma nova versão do projeto que Marchezan tentou aprovar ano passado que pretendia acabar com a carreira dos servidores. O novo projeto extingue a progressividade do percentual dos regimes, altera os avanços de 5% a cada três anos para somente 3% a cada cinco anos, extingue o adicional por tempo de serviço e altera as Funções Gratificadas (FGs). Além disso, o projeto prevê que os reajustes incidirão sobre o valor do salário básico, e não mais sobre os adicionais, o que achata os vencimentos de servidoras e servidores do Município que já não recebem a reposição da inflação há dois anos. Ou seja, um verdadeiro desmonte da carreira do servidor que vai apenas ajudar a precarizar os serviços públicos já escassos na cidade de Porto Alegre.

A Prefeitura alega que a aprovação do projeto fará economia de R$ 16 milhões, mas o valor economizado é menor que os juros (+- 18 milhões) que o prefeito vem pagando aos bancos com o parcelamento do 13º salário dos municipários. Enquanto os servidores vão sendo atacados, os políticos e a casta judiciária seguem com seus enormes privilégios.

Segundo a direção do sindicato dos municipários de Porto Alegre (Simpa), a mobilização começará na terça com uma concentração no Hospital de Pronto Socorro (HPS), a partir das 7h.




Tópicos relacionados

Greve Municipários Poa   /    Rio Grande do Sul   /    Greve   /    Porto Alegre   /    Mundo Operário

Comentários

Comentar