Política

REFORMA DA PREVIDÊNCIA

Mourão fala de distribuição de cargos para partidos em troca de votos pela Reforma da Previdência

Falando com jornalistas, Mourão disse que o governo Bolsonaro poderia ceder cargos ou mesmo ministérios a partidos aliados em troca de votos favoráveis à Reforma da Previdência.

quinta-feira 4 de abril| Edição do dia

O vice presidente e atual presidente interino, General Hamilton Mourão disse nessa
quarta feira (03/04)
que o governo poderia oferecer cargos ou mesmo ministérios para partidos que estivessem dispostos a apoiar a reforma da previdência que o governo Bolsonaro pretende colocar para votação ainda nesse começo de ano.

Ansiosos para avançar o ataque à aposentadoria, as diversas frações do
parlamento têm se articulado para reunir uma base
aliada pronta para votar a PEC no congresso. Na mesma semana em que Paulo
Guedes prometeu ajuda do governo na reeleição de prefeitos de partidos que
votassem a favor da proposta
e já na
esteira do governo Bolsonaro se prontificar a pagar mais de 1 bilhão de reais dos
cofres públicos para comprar votos de deputados
, Mourão agora é enfático em declarar
que o governo estará disposto, também, a comprar apoio por meio de participação
no governo, deixando claro que a distribuição final será decisão do próprio
Bolsonaro.

“Primeiro lugar, o governo tem que ter clareza em apresentar suas propostas, de
modo que traga os partidos em torno dessas propostas. Esse é o ponto focal. A
partir daí, no momento em que esses partidos estejam concordando com o que o
governo pretende fazer, é obvio que terão algum tipo de participação, seja cargos
nos Estados ou em algum ministério
, isso é decisão do presidente”.




Tópicos relacionados

Hamilton Mourão   /    Reforma da Previdência   /    Política

Comentários

Comentar