Mundo Operário

GREVE

Motoristas e cobradores de ônibus de Teresina continuam em greve

Com salários, férias e benefícios atrasados e ameaça de demissões, categoria mantêm greve e aguarda negociação com a patronal e a prefeitura em meio a pandemia.

segunda-feira 18 de maio| Edição do dia

Desde sexta-feira, 15, os motoristas e cobradores de Teresina cruzaram os braços reivindicando o pagamento de férias e salários atrasados e benefícios como plano de saúde. Considerado um serviço essencial de alto risco, já que estão entre os profissionais mais expostos a aglomerações, os trabalhadores vem atuando na linha de frente sem receber seus direitos.

Segundo o Sindicato dos Trabalhadores em Empresas de Transportes Rodoviários do Piauí (Sintetro), a categoria aguarda uma nova rodada de negociações com a patronal e cobra que haja participação também da Prefeitura de Teresina.

Nos tempos de paz e normalidade, essas empresas de transporte lucram milhões em todo o país as custas da exploração dos trabalhadores e oferecendo um serviço ruim para a população. Frente a pandemia a primeira coisa que fazem é tirar dos trabalhadores para seguirem lucrando, pouco se importando com seus funcionários ou com os usuários que dependem do transporte coletivo para se deslocar e trabalhar.

Devido aos atrasos, os trabalhadores estão tendo que se organizar para garantir o sustento das famílias dos profissionais que estão mais necessitados, através de contribuições e compra de cestas básicas, uma pequena mostra de que os trabalhadores podem confiar em suas próprias forças e dar saídas enquanto os patrões só querem saber dos próprios lucros




Tópicos relacionados

Greve   /    Mundo Operário

Comentários

Comentar