Sociedade

PARALISAÇÃO 19F

Motoristas do transporte coletivo de Florianópolis paralisam contra a Reforma da Previdência

Nesta segunda-feira (19), os motoristas de transporte coletivo de Florianópolis aderiram as paralisações do Dia Nacional de Lutas contra a Reforma da Previdência, convocado pelas centrais sindicais.

segunda-feira 19 de fevereiro| Edição do dia

Já são registrados cerca de 20km de engarrafamento, no sentido Porto Alegre o trânsito começa em São José, por volta do km 198 e no Sentido Curitiba a fila começa em Palhoça, no km 216.

Atacando o direito de manifestação dos trabalhadores, a prefeitura ameaçou dizendo que o descumprimento dos horários regulares do transporte era cabível à sanções, como multa, por “deixar de realizar viagens preestabelecidas para cada linha sem motivo justo”.

O Sindicato dos motoristas da categoria declarou que segue a paralisação por 24 horas e que é em defesa do direito de aposentadoria digna. A grande disposição de luta dos trabalhadores deve servir para exigir que as centrais sindicais convoquem uma greve geral contra a Reforma da Previdência, a intervenção no RJ e em defesa do direito do povo escolher em quem votar.

Acompanhe as paralisações do Dia Nacional de Lutas Contra a Reforma da Previdência pelo Esquerda Diário!




Tópicos relacionados

Paralisação 19F   /    rodoviários   /    Reforma da Previdência   /    Sociedade

Comentários

Comentar