Cultura

LUTO

Morre Elke Maravilha

terça-feira 16 de agosto| Edição do dia

Morreu nesta madrugada aos 71, Elke Maravilha, modelo, atriz, cantora, jurada de show de calouros e uma infinidade de outros atributos. A artista nasceu na Rússia, com o nome de Elke Georgievna Grunnupp, e aos 6 anos veio para o Brasil. Aqui trabalhou como tradutora, secretária e professora até se tornar atriz e modelo e ser a favorita de Zuzu Angel, estilista brasileira.

Zuzu era mãe de Stuart Angel, militante de esquerda torturado e morto pela ditadura militar. Amiga de Zuzu, Elke testemunhou a luta da mãe a procura do corpo do filho morto pelos militares. Em um episódio no aeroporto Santos Dumont, Elke rasgou cartazes de “Procurado”com a foto de Stuart, alegando que os militares já o haviam assassinado. Foi presa, por seis dias, interrogada, torturada e lhe tiraram a cidadania brasileira. Se reivindicava anarquista e falava abertamente de aborto, fez 3, drogas e relacionamentos abertos.

Com um estilo marcante, Elke se destacava pelo sorriso largo, pelas perucas adereços, roupas e maquiagem coloridas. Logo que iniciou esse estilo, sua marca registrada, a atriz foi alvo de agressões e xingamentos. Hoje, no entanto, não há quem não saiba quem é Elke Maravilha justamente pelo estilo que apresentava de forma tão alegre e tão única.




Tópicos relacionados

Arte   /    Cultura

Comentários

Comentar