Cultura

LUTO

Morre Dona Ivone Lara

A assessoria de imprensa de Dona Ivone Lara informou nessa madrugada que a sambista morreu aos 97 anos. Ela se encontrava internado há três dias no Centro de Tratamento e Terapia Intensiva na zona sul do Rio de Janeiro.

Gabriela Farrabrás

São Paulo | @gabriela_eagle

terça-feira 17 de abril| Edição do dia

Dona Ivone Lara foi e será para sempre um dos maiores nomes do samba, conhecida como A rainha do samba, foi compositora da escola de samba do Rio de Janeiro, Império Serrano desde sua fundação.

Nascida em Botafogo, no Rio de Janeiro, em 13 de abril de 1921 Yvonne Lara da Costa, filha de pais trabalhadores, que se dedicavam a música - o pai violonista e a mãe cantora. O samba veio do berço.

Ivone se formou em enfermagem e serviço social, trabalhou como enfermeira até se aposentar em 1977. Trabalhou com Nise da Silveira sendo parte da revolução feita por essa no tratamento psiquiátrico nos manicômios brasileiros através da terapia ocupacional - Ivone aparece no filme Nise, no coração da loucura, de 2015 interpretado por Roberta Rodriguez.

Após se aposentar em 1977 passou a se dedicar exclusivamente à música, além dos sambas imortais que compôs foi também atriz, sendo Tia Nastacia, do Sítio do Pica Pau Amarelo seu papel mais conhecido.

Dona Ivone Lara morreu na madrugada de hoje por um quadro de insuficiência cardiorrespiratória, mas não nos deixará jamais. Abaixo reproduzimos o poema de Rodrigo Tufão, uma linda homenagem A Grande Dama do Samba.

Ela se foi
Dona Ivone Lara

O túmulo do samba
Hoje se cala

Se juntou a Jovelina
Pérola Negra
Jóia rara

As vozes
Da batucada
Da madrugada

Vá em paz
Dama do samba

Nesse dia triste
O pandeiro chora

O cavaco
Toca

A melodia
Da sua vida
Da sua história




Tópicos relacionados

cultura   /    Música   /    Cultura

Comentários

Comentar