Cultura

Morre Aldir Blanc, compositor que se opôs à ditadura militar, vítima de Covid-19

Aldir Blanc, autor da canção O Bêbado e a Equilibrista, que tornou-se símbolo contra a ditadura militar, foi vítima do coronavírus.

segunda-feira 4 de maio| Edição do dia

O compositor e escritor Aldir Blanc foi vítima do Covid-19. Aos 73, na madrugada desta segunda-feira, morreu no Hospital Universitário Pedro Ernesto, em Vila Isabel, Rio de Janeiro. Aldir Blanc estava internado desde 15 de abril na UTI, com pneumonia, sendo confirmado a infecção pelo vírus depois de testagem.

O artista compôs diversas letras da música popular brasileira, como Bala com Bala, O Mestre-Sala dos Mares, De Frente pro Crime, Caça à Raposa, também era escritor.

Autor também da canção O Bêbado e a Equilibrista que tornou-se símbolo contra a ditadura militar, tão reivindicada por Bolsonaro e Mourão que hoje sustentam uma política criminosa que tira a vida de milhares de pessoas.

Abaixo, a canção O Bêbado e a Equilibrista que tornou-se um ícone na luta contra a ditadura militar assassina, nos lembra que a esperança é a última que morre e a luta continua, mesmo nos tempos mais difíceis.




Tópicos relacionados

Coronavírus   /    Arte   /    Música   /    Rio de Janeiro   /    Cultura

Comentários

Comentar