Sociedade

SÉRGIO MORO

Moro será diretor na consultora que recupera empresas quebradas pela Lava Jato

Sérgio Moro, treinado pelo imperialismo americano, após sair do Ministério da Justiça do governo Bolsonaro, irá assumir cargo de diretoria na área de “Disputas e Investigações” na consultoria estadunidense Alvarez & Marsal que trabalha com a recuperação das empresas atingidas pela Lava Jato.

segunda-feira 30 de novembro de 2020| Edição do dia

Tendo cumprido seu papel de levar a frente os interesses imperialistas no Brasil com a Lava-Jato, o golpe de 2016, a prisão arbitrária de Lula em 2018 e o comando do Ministério da Justiça no primeiro ano do governo Bolsonaro, agora Sérgio Moro irá atuar para a empresa estadunidense Alvarez & Marsal na recuperação das empresas quebradas pela Lava Jato.

Moro irá atuar no desenvolvimento de “políticas antifraude e corrupção, governanças de integridade e conformidade e políticas de compliance”. A empresa presta serviço de consultoria e auxilia grandes empresas a se recuperarem ou a se desenvolverem. Por exemplo, a Alvarez & Marsal trabalha na recuperação da Odebrecht, da construtora Queiroz Galvão e da empresa Sete Brasil. Todas elas envolvidas em esquemas de corrupção, investigadas pela Lava-Jato.

O diretor-executivo e líder nas áreas de Infraestrutura e Disputas e Investigações declarou que “A experiência de Sergio (Moro) se alinha com a herança de excelência operacional da A&M e nosso compromisso em levar aos nossos clientes latino-americanos locais e internacionais especialização governamental e regulatória”. Que Sérgio Moro se alinha com os interesses de grandes empresas bilionárias exploradoras de trabalhadores no mundo inteiro não temos dúvidas, já que dirigiu a Operação Lava-Jato anos atrás.

O novo cargo de diretor na A&M parece ser um verdadeiro presente a Moro após sua atuação central na degradação do regime brasileiro. O diretor-administrativo da empresa, Steve Spiegelhalter, afirmou que “A experiência de Sérgio (Moro) como ministro da Justiça e Segurança Pública do Brasil, juntamente com sua extensa experiência em anticorrupção, crimes do colarinho branco e lavagem de dinheiro irão reforçar nossa capacidade de resolver os problemas dos clientes”.




Tópicos relacionados

Imperialismo   /    Estados Unidos   /    Operação Lava-Jato   /    Golpe institucional   /    Sérgio Moro   /    Investigando a Operação Lava-Jato   /    Operação Lava Jato   /    Sociedade   /    Estados Unidos

Comentários

Comentar