Política

REFORMA DA PREVIDÊNCIA

Moro parabeniza aprovação da reforma e zomba do futuro dos trabalhadores e da juventude

Tão logo os deputados aprovaram em primeiro turno a reforma da previdência que nos fará trabalhar até morrer, o Juiz Sergio Moro, agente do imperialismo e servo do capital internacional, às vésperas de seu afastamento do cargo de ministro e em meio as revelações da Vaza Jato, não hesitou para demonstrar seu apoio à reforma parabenizando os deputados e o governo por esse ataque ao povo brasileiro.

quinta-feira 11 de julho| Edição do dia

Com direito a promessa por parte do governo de mais de R$ 40 milhões em emendas para cada deputado que votasse favoravelmente ao projeto e um asqueroso bolão que valerá um banquete aos parlamentares para zombarem da cara do trabalhador brasileiro que deverá trabalhar mais do que nunca para receber menos, a reforma da previdência foi aprovada na noite de ontem em primeiro turno na câmara dos deputados.

Tão logo se confirmou o que se esperava, o juiz na operação Lava Jato e atual ministro da Justiça, Sergio Moro, tuitou parabenizando o Governo e os deputados que aprovaram a reforma.

Há muito que denunciamos aqui no Esquerda Diário o papel fundamental que Sergio Moro e a Lava Jato, a serviço do imperialismo e do capital financeiro, cumpriram para o golpismo com o Impeachment de Dilma Rousseff, a prisão arbitrária de Lula e garantindo que Bolsonaro fosse eleito. Tudo para possibilitar que as riquezas nacionais pudessem ser entregues ao capital imperialista e as reformas se concretizassem para que os trabalhadores do país pudessem ser mais explorados garantindo maiores lucros ao grande capital. A aprovação da reforma da previdência é parte da consolidação do papel de Sergio Moro no golpismo, assim como a sua lei anti-crime que irá garantir impunidade aos policiais que matam.

Sergio Moro, que desde o início da operação Lava-jato embolsou quase R$ 3 milhões em vencimentos da Justiça Federal do Paraná(fora seus salários como ministro e outras atividades), ainda é cínico de dizer “Rumo ao Futuro” em seu tuite.

Que futuro? O de milhões de trabalhadores que precisarão trabalhar muito mais tempo para conseguir se aposentar ganhando menos do que ganhariam, ou trabalhar até morrer sonhando em receber aposentadoria integral? Ou que terão seus salários barateados que todos terão que competir por empregos por mais anos? Da juventude que cada vez mais terá mais dificuldade de começar a trabalhar? Com certeza não! O futuro que Moro saúda é o seu próprio como o de Juízes e procuradores que terão garantidos seus vencimentos atuais, ao lado dos militares das Forças Armadas, quando se aposentarem. Moro saúda o futuro dos grandes empresários que poderão explorar com mais intensidade e por mais tempo cada trabalhador enquanto o governo garante bilhões e bilhões em isenções fiscais às grandes empresas, saúda o futuro de banqueiros e investidores donos da dívida pública que contarão com mais recursos disponíveis, Moro saúda o futuro dos latifundiários, que garantiram sozinhos 155 votos na noite de ontem, com mais de R$ 80 bilhões em isenções fiscais com a reforma, saúda ainda o futuro das dezenas de deputados investigados por corrupção, que ele jurava combater, que votaram pelo fim das nossas aposentadorias.

Pode te interessar: Reforma da previdência de Bolsonaro GARANTE privilégios. Conheça 6 fatos que provam isso

Para nós trabalhadores, mais do que nunca, deve ficar claro o papel que Moro e a Lava Jato vieram para cumprir. Não o de combater a corrupção mas sim de alterar o regime e a correlação de forças entre as classes, para intensificar a exploração dos trabalhadores destruindo direitos e entregar as riquezas nacionais ao capital imperialista. Também não devemos depositar esperanças na estratégia de liberar informações a conta-gotas da The Intercept, que não caminha no sentido de questionar o conjunto da operação Lava-jato e seus propósitos, muito menos garante o direito dos trabalhadores a ter acesso a informação para fortalecer sua luta ao lado da juventude.

Pode te interessar: Vaza Jato: aliados do The Intercept clamam pela aprovação da reforma da Previdência




Tópicos relacionados

Reforma da Previdência   /    Sérgio Moro   /    Política

Comentários

Comentar