RACISMO

Moradora racista recusa receber entregador negro: “Eu não vou permitir esse macaco”

Em Goiânia, uma moradora se negou a receber a entrega de um motoboy negro expondo todo seu racismo nas mensagens ao restaurante: "Esse preto não vai entrar no meu condomínio".

terça-feira 27 de outubro| Edição do dia

Uma vez mais, um absurdo caso de racismo ocorreu contra um entregador. Uma moradora de Goiânia protestou com a lanchonete ao receber a entrega de um motoby negro, se negando a autorizar a sua entrega: "Esse preto não vai entrar no meu condomínio".

A denúncia foi feita pelo dono da lanchonete que se surpreendeu com tamanho racismo explícito da cliente. "Mandar (sic) outro motoboy que seja branco" prosseguiu ela, "Eu não vou permitir esse macaco".

Apesar de chocante o tom de racismo da moradora, não se trata de uma novidade esse tipo de tratamento. Há alguns meses o caso do motoboy Matheus ganhou enorme repercussão, quando um vídeo flagrou um morador insultando o rapaz de "lixo" e dizendo que ele teria inveja de sua cor.

Esse novo caso confirma uma revoltante realidade, como uma categoria majoritariamente negra, os motoboys e entregadores são vítimas constantes de racismo. Fato que expõe a vinculação entre opressão e exploração, entre a utilidade do racismo, como justificativa ideológica para a superexploração de uma imensa parcela da sociedade nos postos de trabalho mais precários.




Tópicos relacionados

Entregadores   /    Racismo   /    [email protected]

Comentários

Comentar