Sociedade

CRACOLÂNDIA

Morador do Moinho é baleado pela PM a mando de Dória

Em mais um episódio da guerra declarada pelo prefeito de São Paulo aos moradores da cracolândia, um morador da favela do Moinho foi baleado pela polícia militar. Moradores denunciam a barbárie da PM na região e protestaram fechando ruas da região.

terça-feira 27 de junho| Edição do dia

Moradores da favela do Moinho protestaram hoje contra a ação da PM a mando do prefeito João Dória, que baleou um morador, Leandro de Souza Santos de 19 anos. De acordo com as testemunhas o rapaz teria s assustado quando a polícia invadiu sua casa e corrido para a casa da vizinha, sendo baleado pela polícia. Moradores afirmaram ainda que Leandro foi torturado após ser pego pela polícia na casa da vizinha.

Ainda não há notícias sobre o estado de saúde de Leandro. A família e amigos buscam notícias. Em protesto, os moradores realizaram um ato contra a ação da PM, fechando a Avenida Rio Branco com a Rua Eduardo Prado carregando cartazes pedindo por justiça. Um grupo de manifestantes chegou a ocupar parte da linha onde passam os trens da CPTM. O bloqueio durou cerca de 30 minutos. A polícia reprimiu a manifestação com bombas e spray de pimenta. Um rapaz foi preso na manifestação, mas a polícia não informou sob qual alegação.

No vídeo publicado pelo vereador do Psol Toninho Vespoli, os moradores denunciam a ação da polícia:




Tópicos relacionados

Sociedade   /    Violência Policial

Comentários

Comentar