Política

MEIO AMBIENTE

Ministro do Turismo defende mansões ilegais construídas na beira da praia em Florianópolis

segunda-feira 28 de agosto| Edição do dia

FOTO: Cafe de la musique/Jurerê - Florianópolis SC

O Ministro do turismo Marx Beltrão lançou a campanha "O Sul é meu destino" nesta última sexta-feira, com investimento de até 18 milhões de verbas publicitárias para propagandear o turismo na região sul do país. O objetivo, obviamente, não é estimular um turismo que não seja predatório, muito pelo contráirio.

Na atividade de lançamento da campanha, Beltrão (PMDB - AL) criticou duramente a decisão da justiça que obriga a demolição de "beach clubs" - mansões - construídas em áreas de preservação em Florianópolis: "critico e repudio a decisão tomada com relação aos Beach Clubs de Florianópolis. Entendo o direito e sei muito bem que, quando há boa vontade, alternativas podem ser encontradas para que as questões se resolvam".

No caso específico, o Ministro estava procurando uma "alternativa" para manter aquele turismo para os poucos que não são afetados pela crise e gozam de super-privilégios - e isto inclui praias particulares em áreas de preservação ambiental.

Além disso, o referidos "beach clubs" (o nome americano já indica o elitismo) são investigado e apontados como um esquema de corrupção em Florianópolis, em uma uma operação de 2006 que indicou compra de servidores públicos de alto escalão através de propina para liberar licenças ambientais - e os beach clubs funcionam até hoje.

Não é novidade que na busca por seus interesses, e pelo financiamento e apoio de burgueses corruptos, a casta política corrupta venha a defender a depredação do meio ambiente como atividade lucrativa, da mesma forma como fazem com os direitos trabalhistas, vide a recente autorização de Temer para se leiloar área gigante da Amazônia e entregá-la ao desmatamento.




Tópicos relacionados

Meio Ambiente   /    Política

Comentários

Comentar