Sociedade

JUDICIÁRIO

Ministro do STJ afirma: quero meus privilégios porque o heterossexual agora está virando minoria

Ministro do STJ faz graça com a luta contra as opressões afirmando que heterossexual vai precisar reivindicar direitos porque está "virando minoria" no Brasil.

segunda-feira 4 de dezembro| Edição do dia

O ministro do STJ (Superior Tribunal de Justiça), João Otávio Noronha soltou hoje, em um evento sobre ativismo judicial, a pérola:

“Hoje o nosso juiz constitucional não pode ser pautado pelas minorias só. Aliás eu já vi que quero meus privilégios porque o heterossexual agora está virando minoria. Não tem mais direito nenhum. Estamos criando isso”.

O juiz parece brincar com o tema das opressões e ignorar que o Brasil é campeão em mortes de LGBTs, lidera rankings de violência contra a mulher, onde negros são vítimas de extermínio pelas mãos da PM, braço armado do estado burguês.

O estranho é um juiz que recebe salário acima de trinta mil reais (de acordo com o portal transparência do STJ), além de uma série de privilégios, brincar com a luta de mulheres, negros e LGBTs como se estes últimos lutassem por privilégios. Essa é mais uma mostra como o judiciário não está preocupado com a luta dos setores mais oprimidos da sociedade.




Tópicos relacionados

Sociedade   /    Poder Judiciário

Comentários

Comentar