Política

FORÇAS ARMADAS CORRUPTAS

Militares corruptos mais uma vez envolvidos em desvios milionários

Desvios de dinheiro público, sem temer nenhum tipo de punição. Essa é a realidade dos corruptos do exército que dizem que vão intervir militarmente caso a corrupção continue.

segunda-feira 16 de outubro| Edição do dia

Como já apontamos aqui, são muitos escândalos de corrupção em que as forças armadas estão envolvidas da cabeça aos pés, que garantiram inclusive o enriquecimento de diversas empreiteiras durante a ditadura militar às custas do dinheiro da população e suas relações de “parcerias” com o Estado que perduram até hoje.

Segundo a Revista Época, a conta do coronel do exército Odilson Riquelme, recebeu em 1 ano dois cheques que chegam ao valor de 37 mil reais nomeados pela empresa Serapia, que prestava serviços em relação à quimioterapia ao Hospital Militar de Área de Recife. Coincidentemente, o valor que foi pro bolso do coronel equivale a 10% do valor do contrato da empresa com o hospital.

O Exército que diz que vai intervir contra a corrupção tem mais de 255 processos na Procuradoria-Geral da Justiça militar sobre peculato e 60 sobre corrupção ativa ou passiva. Segundo as investigações o valor desviado dos cofres públicos, nos principais casos, chega a mais de R$ 30 milhões de reais, isso só nos casos que são julgados pela justiça militar, sem contar os que são pela justiça comum.

Além disso, não há nenhum medo de serem punidos pelos casos de corrupção, já que são os próprios militares a se julgarem, sustentando assim uma instituição que pode fazer o que quer, e já mostrou diversas vezes que é inimiga dos trabalhadores, e que seu objetivo foi sempre reprimir a população em nome dos seus privilégios e da defesa da "ordem".

Esses casos só reafirmam o que viemos discutindo aqui: a entrada em cena dos militares com a defesa de uma intervenção não tem nada a ver com combater a corrupção. Seu objetivo é, pelo contrário, aprofundar ainda mais as relações espúrias entre as empresas e o Estado, e defender também um conjunto de ataques aos trabalhadores, como vemos já com a defesa do projeto escola sem partido.

Só os trabalhadores podem enfrentar de verdade a corrupção, não existe como combatê-la sem enfrentar os privilégios dos políticos, empresários e também dos militares.




Tópicos relacionados

Corrupção no Exército   /    Governo Temer   /    Ditadura militar   /    Corrupção   /    Política

Comentários

Comentar