Política

RESULTADOS DO MRT

Milhares de votos nos candidatos anticapitalistas do MRT pelo PSOL

No marco de uma eleição onde a direita se fortaleceu, o PT se debilitou, e pesou contra a esquerda todas as restrições anti-democráticas do regime, apesar de alguns resultados expressivos do PSOL, o MRT teve um importante resultado comm candidatos em 5 cidades.

domingo 2 de outubro| Edição do dia

No conjunto do país foi categórico nos resultados eleitorais o fortalecimento da direita golpista, que capitalizou pela direita a crise do PT. A esquerda enfrentou uma verdadeira censura do regime político, com a recente reforma política que tirou ainda mais os poucos espaços democráticos que havia. Durante o processo eleitoral, pesou enormemente as máquinas eleitorais dos partidos da ordem e seus espaços de TV e rádio.

É nesse marco que a votação conquistada pelos candidatos do MRT pelo PSOL foram uma conquista importante, pois sequer contava com os espaços que o próprio PSOL tem nos grandes meios, fruto de que trata-se de uma legenda democrática. A campanha foi fruto simplesmente da força militante que contamos de centenas de militantes e apoiadores em todo o país, que conseguiram fazer uma forte campanha em 5 cidades, como expressamos nesse artigo, onde também estão sintetizados os eixos políticos fundamentais que levantamos. A essa força se somou com papel fundamental o Esquerda Diário, que em setembro teve 622 mil acessos.

Diana Assunção teve 3590 votos em São Paulo (SP), sendo a 11ª mais votada do PSOL. Carolina Cacau teve 1842 votos no Rio de Janeiro (RJ). Maira Machado teve 1496 votos em Santo André (SP), sendo a mais votada do PSOL e a 41ª vereadora mais votada da cidade. Danilo Magrão teve 1009 votos em Campinas (SP), sendo o quarto mais votado do PSOL na cidade. Flávia Valle teve 693 votos em Contagem (MG), sendo a mais votada do PSOL na cidade e proporcionalmente a quinta mais votada da esquerda na região metropolitana de Belo Horizonte.

Esses votos expressam uma força que, somada ao espaço conquistado pelo Esquerda Diário, são fundamentais para começar pacientemente a colocar de pé uma alternativa política de independência de classe no país, com uma estratégia operária, revolucionária e socialista, que vai se forjar num grande combate contra toda a direita que agora se fortalece, mas sempre se posicionando de forma independente do PT, tarefa que vai ser um grande desafio para toda a esquerda do país.




Tópicos relacionados

Política

Comentários

Comentar