Mundo Operário

GREVE EM BELO HORIZONTE

Metroviários entram em greve por tempo indeterminado em Belo Horizonte

Os trabalhadores do Metrô de Belo Horizonte (MG) cruzaram os braços nessa quarta feira, 19 de dezembro, por tempo indeterminado por melhorias salariais e mudanças no acordo coletivo.

quarta-feira 19 de dezembro de 2018| Edição do dia

Imagem: SindMetroMG/ BHAZ/ Divulgação

Os trabalhadores reivindicam a retirada de 12 cláusulas do acordo coletivo já existente há anos. A categoria não está recebendo o reajuste conforme o Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) integral. Além disso, não está sendo pago o retroativo ao qual a categoria tem direito. A data-base é de maio e, desde então, o reajuste está sendo negociado.

A Justiça foi fundamental durante todo o processo eleitoral de Bolsonaro para sua eleição. Com a prisão de Lula, a cassação do direito do povo decidir em quem votar, e o corte de mais de 3 milhões de votos pela biometria. Não diferente do papel que vem cumprindo no plano nacional, a justiça impôs sanções a greve. O Tribunal Regional do Trabalho (TRT) determinou que os metroviários trabalhem das 5h15 e 10h, e também das 16h e 22h, de segunda a sexta-feira. A justiça impôs também que o descumprimento desta escala gerará multa de R$ 200 mil por dia para o sindicato.

No sábado o metrô funcionará das 5h15 às 14h. No domingo e feriado as estações permanecerão fechadas. O descumprimento desta escala geraria uma multa de R$ 200 mil por dia para o sindicato.

A decisão da Justiça reverteu a liminar obtida pela Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU) que penalizava ainda mais os grevistas. Os trabalhadores seriam obrigados a manter os trens em circulação durante todo o dia, mesmo que com escala reduzida.




Tópicos relacionados

Metrô BH   /    Greve   /    Metrô   /    Mundo Operário

Comentários

Comentar