Mundo Operário

ELEIÇÕES SINDICAIS

Metroviários declaram apoio a chapa 1 na eleição do SINTUSP

segunda-feira 21 de novembro| Edição do dia

“Sou Raimundo dos metroviários de São Paulo, construímos aqui na categoria a CSP Conlutas. Apoiamos a chapa 1 no sindicato dos trabalhadores da USP porque é uma chapa que expressa toda a resistência a tentativa de ataque a universidade pública, a educação. É um sindicato que tem cumprido uma tarefa muito importante em defesa dos direitos dos trabalhadores inclusive nas lutas mais gerais também da classe. Somos irmãos como trabalhadores, temos o mesmo patrão, o mesmo inimigo, assim como tentam desmontar o metro de São Paulo, tentam fazer o mesmo na universidade pública Estamos juntos. Força aos companheiros da chapa 1. Até a vitória!”
Raimundo – Coordenador Geral do Sindicato dos Metroviários

“Diante da atual conjuntura política, social e econômica, considero fundamental o protagonismo dos trabalhadores nas lutas, para tanto, apoio a chapa 1 para a eleição do Sindicato dos Trabalhadores da USP. O programa defendido pela chapa 1, além de combativo e classista, mostra grande preocupação com a ampliação da democracia de base, ponto fundamental para o próximo período. A democracia de base contribui para que os trabalhadores construam e se apropriem das políticas, tornando-se assim, sujeitos e protagonistas do embate que devemos organizar contra os ataques que se anunciam aos trabalhadores. Somente a partir da participação e mobilização orgânica dos trabalhadores é que conseguiremos ser um entrave à reforma da previdência, à retirada de direitos trabalhistas, ao desmonte das universidades públicas e tantos outros pacotes de maldades que se anunciam. Outro ponto que considero fundamental no programa da chapa 1 diz respeito ao combate às opressões. Sabemos que quem mais sofre com os ataques dos governos são os setores mais precarizados, as mulheres negras que são, por exemplo, maioria entre os terceirizados da limpeza; nesse sentido a centralidade que a chapa 1 dá ao combate às opressões, ao machismo, ao racismo, são fundamentais para trazer estes setores tão atacados à luta.”
Carla Carvalho – Diretora de Base

"Eu apoio a chapa 1 nas eleições do SINTUSP porque é a chapa que combina a força da juventude com a tradição de um sindicalismo não corporativo, em defesa da universidade pública e dos trabalhadores terceirizados. Um dos poucos sindicatos que hoje levantam de forma enfática a defesa intransigente da efetivação de todos os terceirizados sem concurso público. Estiveram ao lado dos metroviários nas nossas principais lutas e continuam juntos pela readmissão dos metroviários. É uma expressão do novo tipo de sindicalismo que precisamos construir no Brasil para responder a crise política e econômica."
Marilia – demitida política e diretora de base

“Muito importante a vitória da chapa 1 nessa eleição para o Sindicato dos trabalhadores da USP. Neste momento de ataques, em que os governos querem que os trabalhadores paguem pela crise, precisamos de sindicatos fortes, que tenham capacidade e ousadia de chamar as categorias para enfrentar esses ataques, estimulando a unidade da classe e das forças políticas que seguem coerentes com a defesa dos direitos dos trabalhadores. Somos chapa 1!”
Camila Lisboa – demitida política




Tópicos relacionados

Metrô   /    USP   /    Mundo Operário

Comentários

Comentar