Mundo Operário

REPRESSÃO A METROVIÁRIOS

Metroviários de BH são ameaçados por seguranças armados em seu local de trabalho

Na terça-feira, 12, a equipe de manutenção do metrô do pátio Eldorado foi ameaçada por seguranças armados em seu local de trabalho, e trabalhadores foram suspensos e tiveram armários revistados. A medida é uma represália a protestos por melhores condições de trabalho.

quinta-feira 14 de novembro| Edição do dia

Os trabalhadores da manutenção da CBTU, que atuam no pátio Eldorado do metrô de Belo Horizonte, foram surpreendidos nesta terça-feira pela mais truculenta repressão da patronal. Os trabalhadores vinham se organizando para protestar contra as degradantes condições de trabalho, sem ferramentas de trabalho e com maquinário deficitário, além de um flagrante desrespeito às suas jornadas estabelecidas.

Frente a isso, a empresa contratou seguranças privados, que, armados com armas de fogo e tasers, foram ao pátio Eldorado ameaçar os trabalhadores e impor medidas de vigilância e punição. Até mesmo uma trabalhadora grávida de cinco meses foi submetida a esse absurdo, com os seguranças revistando de forma totalmente ilegal os armários, tomando os crachás dos trabalhadores, fechando os portões do pátio e impedindo os metroviários de sair e anunciaram a suspensão de seis trabalhadores por 60 dias.

A indignação dos metroviários submetidos a esse absurdo foi grande, e no mesmo dia se organizaram em uma assembleia no turno da noite para discutir como responder a isso. Agora, está convocada uma assembleia dos metroviários para a próxima terça, 19, às 17:30 na Estação Central. Todo apoio à luta dos metroviários de BH contra essas medidas absurdas e ilegais da empresa!




Tópicos relacionados

Metrô BH   /    Trabalhadores   /    Repressão   /    Metrô   /    Mundo Operário

Comentários

Comentar