Mundo Operário

GREVE NO METRÔ DE SP

Metrô de SP mente e ameaça multar trabalhadores em greve com base em liminar cassada

Na noite desta quarta-feira, 17, logo após os metroviários de São Paulo deflagrarem uma greve de 24h contra a privatização do Metrô e o aumento da passagem em São Paulo, a companhia soltou uma nota para ameaçar os grevistas com multas e descontos com base em uma liminar que não vale nada.

quinta-feira 18 de janeiro| Edição do dia

Em assembleia, os metroviários de São Paulo decidiram pela paralisação das atividades a partir da 0h desta quinta feira, 18, e necessita de todo apoio da população. O governo Alckmin (PSDB) vem tentando privatizar as linhas Linhas 5-Lilás e 17-Ouro (com leilão para ocorrer na sexta-feira, 19), para fazer o transporte dos trabalhadores fonte de lucro nefasto de empresários que sucateiam o Metrô.

Além disso, a greve se soma a luta contra o aumento da passagem na cidade de São Paulo, promovida pelo prefeito João Dória (PSDB), e contra demissões arbitrárias e repressivas em curso contra os trabalhadores do metrô.

A nova face arbitrária e autoritária do governo do estado através do Metrô se mostra na nota publicada ainda na noite do dia 17 na página da companhia. Nela afirma-se a existência de liminares na justiça que impõem uma multa de R$ 100 mil por estação parada nesse dia, além de um absurdo desconto das horas e do Descanso Semanal Remunerado dos metroviários.

Porém, a Justiça do Trabalho de São Paulo soltou recentemente uma liminar que suspende a decisão da Justiça Comum, solicitada pelo Metrô, e que permitiria esses abusos repressivos que violam o direito constitucional de greve. Portanto, a publicação do Metrô em sua página é deliberadamente falsa e busca coagir os trabalhadores a não exercerem seu direito e combaterem o ataque dos governos de Alckmin e Doria ao transporte público de São Paulo.

Nesse sentido, o Esquerda Diário chama toda a população a se solidarizar com esta importante greve dos metroviários.

Confira a liminar contrária a multa e penalidades ao metroviários nessa greve:

PDF - 40.3 KB



Tópicos relacionados

Greve   /    Privatização   /    Aumento da Passagem   /    Metrô   /    São Paulo (capital)   /    Mundo Operário

Comentários

Comentar