Mundo Operário

SÃO JOSÉ DOS CAMPOS

Metalúrgicos da Gerdau entram em greve em SJC

Os metalúrgicos da Gerdau Aços Longos, em São José dos Campos, entraram em greve, nesta sexta-feira (27), de acordo com informações do Sindicato dos Metalúrgicos.

sábado 28 de setembro| Edição do dia

Os operários estão reivindicando reajuste salarial cuja proposta da empresa foi inferior à inflação. Além disso, a siderúrgica pretende acabar com o vale-alimentação, tão fundamental para a sobrevivência de tantos trabalhadores.

“Os trabalhadores da Gerdau não aguentam mais essa situação. A gota d’água foi a ameaça de acabar com o vale-alimentação, um benefício fundamental no orçamento do trabalhador. A produção seguirá paralisada até a vitória”, diz o diretor do sindicato.

A Gerdau insiste, ainda, em acabar com o direito que garante estabilidade no emprego aos trabalhadores lesionados ou vítimas de doença ocupacional.

O movimento da empresa demonstra a reforma trabalhista do golpista Temer sendo colocada em prática em que “aos poucos” retira todos os direitos dos trabalhadores conquistados com luta no passado e que, até sua aprovação, eram garantidos por lei. As privações vêm parcimoniosamente para evitar a auto-organização operária e sindical, entretanto, a classe não deve e nem está deixando “passar batido”.

Bolsonaro e Paulo Guedes, inclusive, já estão planejando uma nova reforma trabalhista com ainda mais ataques a fim de descarregar a crise nos trabalhadores e no povo pobre.

Defendemos que com a grande massa de desempregados e cada vez mais ataques aos direitos trabalhistas, as horas de trabalho deveriam ser repartidas entre toda a mão de obra disponível. Com essa divisão das horas de trabalho, sem redução dos salários, todos poderiam trabalhar e por menos horas.

Nós do Esquerda Diário apoiamos a greve dos trabalhadores da Gerdau contra a retirada dos seus direitos.




Tópicos relacionados

São José dos Campos   /    Metalúrgicos   /    Direitos Trabalhistas   /    Mundo Operário

Comentários

Comentar