Política

GANÂNCIA CAPITALISTA

Mesmo com pandemia, governo mantém aumento de preço dos remédios

Em nome do lucro, governo mantém reajuste estimado de 4% nos remédios previsto para o fim do mês, segundo estimativa do Sindusfarma (Sindicato da Indústria de Produtos Farmacêuticos).

terça-feira 24 de março| Edição do dia

Na grande mídia e na boca dos políticos capitalistas, não faltam vozes chamando à unidade e a esforço conjunto para a crise, dividindo os padecimentos. No entanto, par alguns o esforço é menor.

Até agora, o Ministério da Saúde não suspendeu o reajuste anual sobre os remédios, estipulado a princípio nesses valores:

Nível 1 (sem evidências de concentração - genéricos - fórmula liberada) : reajuste de 5,21%
Nível 2 (moderadamente concentrado - concorrência média): reajuste de 4,22%
Nível 3 (muito concentrado): 3,23%
Reajuste médio ponderado: 4,08%

Isso só evidencia como mesmo nessa crise, não basta apenas os lucros que muitas empresas planejam com tratamentos e vacinas, como também querem aumentar os remédios.

Frente a isso, é necessário que os trabalhadores assumam o controle as indústrias farmacêuticas e dos laboratórios e determinem o que e sob quais condições serão produzidos!

Leia mais: Por um plano de guerra organizado por operários para combater o coronavírus->http://esquerdadiario.com.br/Por-um-plano-de-guerra-organizado-por-operarios-para-combater-o-coronavirus]




Tópicos relacionados

Coronavírus   /    Política

Comentários

Comentar