Política

CORRUPTO DA ÉPOCA DA DITADURA

Meses antes de alegar fraqueza nas pernas, Paulo Maluf pilotava uma Ferrari

terça-feira 26 de dezembro de 2017| Edição do dia

Paulo Maluf, notório político corrupto que começou sua carreira antes mesmo da ditadura militar, e que só agora, com 80 anos, foi condenado à 7 anos, fez uma grande cena com uma bengala, para tentar convencer do Supremo Tribunal Federal à liberá-lo para cumprir pena em sua mansão. Porém, alguns meses antes, neste mesmo ano, Maluf estava tão bem de saúde que pilotava uma "Ferrari", dessas que só dá para pagar roubando o dinheiro público. Veja o vídeo:

A condenação de Maluf, que não pode sair do país há anos por ser procurado pela Interpol, não passa de uma cortina de fumaça do judiciário, que sempre libera políticos corruptos enquanto mantém 40% da população carcerária presa sem direito a julgamento. Maluf pode ter a prisão revertida antes mesmo da virada do ano, e seguir vivendo às custas de tudo o que roubou.

Paulo Maluf criou a ROTA, força tática assassina da polícia militar de São Paulo, e antes disso colaborou com a assassina ditadura militar brasileira. "Rouba mas faz" foi seu slogan. Enriqueceu com a repressão, defendendo a política do "bandido bom é bandido morto".

Entenda: Conheça 8 políticos corruptos que a ditadura brasileira deixou como herança

Só que aí, no caso, o único verdadeiro bandido veste terno e gravata e rouba os cofres públicos, enquanto que repressão é destinada unicamente aos negros e pobres dos morros, favelas e periferias, assim como os trabalhadores os opositores da ditadura militar, e hoje em dia nesta "democracia", que não passa de uma ditadura velada que blinda os poderosos e reprime os trabalhadores.

Leia também: 10 escândalos de corrupção da ditadura militar, abafados pelas Forças Armadas

O judiciário tenta ganhar legitimidade dando uma pena de 7 anos para Maluf, depois de ter dado anistia para os militares torturadores da Ditadura, assim como todos os casos de corrupção que foram varridos para baixo do tapete. Enquanto isso, na surdina, capitalistas e centenas de políticos vão rapidamente sendo liberados quando a poeira baixar, enquanto que o aparelho repressão, definitivamente, só está à serviço dos capitalistas, e contra os trabalhadores.

A única saída para fazê-los pagar pelos seus crimes é a reabertura das investigações e punição de todos torturadores da ditadura militar, levada adiante por juris compostos pelas vítimas e suas famílias. Os bens dos corruptos devem ser expropriados e colocados à serviço dos trabalhadores. Os judiciário deve perder seus poderes de casta, com juízes eleitos e revogáveis à qualquer momento pelo voto, e juris populares que julguem cada caso de corrupção.




Tópicos relacionados

Paulo Maluf   /    Corrupção   /    Política

Comentários

Comentar