Juventude

UNICAMP

Mesa de abertura de grupo de estudos marxista debaterá a atualidade do comunismo no IFCH

Com a execução política de Marielle no Brasil, que escancara a ferida aberta do golpe institucional, nós da juventude Faísca, do grupo de mulheres Pão e Rosas e do Esquerda Diário convidamos todos a debater a natureza desse Estado, tendo como abertura uma mesa no dia 05/04, às 17h30, no IFCH com o tema “Comunismo, uma ideia para nossos tempos”.

sábado 31 de março| Edição do dia

No bicentenário de Karl Marx, a crise econômica internacional se perpetua em novos e complexos fenômenos políticos e sociais, e ao redor do mundo o "comunismo" retorna ao imaginário coletivo. Com a execução política de Marielle no Brasil, que escancara a ferida aberta do golpe institucional, nós da juventude Faísca, do grupo de mulheres Pão e Rosas e do Esquerda Diário convidamos todos a debater a natureza desse Estado, tendo como abertura uma mesa no dia 05/04, às 17h30, no IFCH com o tema “Comunismo, uma ideia para nossos tempos”.

Confira o evento no Facebook: Mesa de Abertura: Comunismo, uma ideia para nossos tempos

A crise capitalista mundial já se arrasta há 10 anos, e apesar das mentiras contadas pelos economistas da burguesia, não há sinais de melhora. Ao mesmo tempo em que vemos a ascensão de alternativas da direita, contra os trabalhadores, os imigrantes, o povo negro e as mulheres, como Trump, pesquisas apontam que 44% da juventude nos EUA entre 14 e 31 anos preferiria viver em uma sociedade socialista do que uma capitalista, no coração do imperialismo e sua hegemonia decadente. O sonho do “comunismo” não morreu. Não para boa parte da juventude que almeja o fim da miséria capitalista que lhe reserva os piores postos de trabalho, o assassinato sistemático do povo negro, a repressão sexual e nenhuma perspectiva de futuro digno.

Na presença de Iuri Tonelo, doutorando da Sociologia do IFCH e editor da revista teórica militante Ideias de Esquerda, queremos retomar o significado da ideia de comunismo, à luz das lições históricas do marxismo revolucionário, para fortalecer uma teoria e uma estratégia, capazes de responder à crise e ser um guia à ação prática. Com essa mesa no dia 5/04, às 17h30, na sala Multiuso do IFCH, abrimos o grupo de estudos, que terá cinco sessões, com o tema “Marxismo, Estado e revolução”.

Confira a bibliografia e temas das seções

Seção I 11/04: A natureza do Estado
Bibliografia: Marx : Introdução à crítica da filosofia do direito de Hegel. Lenin: Estado e a Revolução Capitulo I

Seção II 18/04: Política e Luta de Classes Marx e Engels:
Bibliografia: O Manifesto Comunista: Burgueses e Proletários; Proletários e Comunistas Marx: Guerra civil na França (p.37 à 59)

Seção III 25/04: Democracia e Revolução Marx:
Bibliografia: Mensagem ao comitê central da Liga Comunista Rosa Luxemburgo Reforma ou Revolução segunda parte 3. A conquista do poder política Trotski: Aonde vai a França? (p.73- 93)

Seção IV 09/05: Revolução e Contra-Revolução:
Bibliografia: Trotski: Teses sobre Revolução e Contra-Revolução; Gramsci: Teses de Lyon

Seção V 16/05: Hegemonia, arte militar e estratégia socialista
Bibliografia: Emílio Albamonte e Matias Maielo: Estratégia Socialista e Arte Militar; Capítulo 4 Sobre a defesa




Tópicos relacionados

Crise capitalista   /    Marielle Franco   /    Golpe institucional   /    Marxismo   /    Juventude

Comentários

Comentar