Sociedade

BOLSONARO

Médica que mandou cubanos para "a senzala" chefiará Mais Médicos

O racismo tão presente nas falas de Bolsonaro e que tem como características a classe burguesa brasileira que está por trás do novo presidente, vai estar ''muito bem representado''.

quarta-feira 5 de dezembro| Edição do dia

Imagem: Reprodução/Folha

De acordo com o Blog de Jocélio Leal de O Povo, a médica pediatra Mayra Pinheiro será secretária de Gestão e da Educação na Saúde. Ela é pessoa de confiança do futuro ministro da Saúde do governo Bolsonaro. Além disso, vai chefiar o Mais Médicos.

Em 2013, Mayra ficou conhecida após participar de protesto contra a vinda de médicos cubanos para o estado do Ceará. A médica aparece gritando e mandando os cubanos de volta para a ’’Senzala’’ em uma foto da Folha de São Paulo.

Um ano depois, Mayra disputou as eleições para o cargo de deputada federal em 2014, criticando o programa Mais Médicos, terminou com apenas 25,8 mil votos, pelo PSDB, sem ser eleita. Em 2015, ela assumiu o comando do Sindicato dos Médicos do Ceará. Agora, três anos depois ganha cargo no governo do Bolsonaro.

Com este histórico, já podemos imaginar as medidas contra a população pobre de diversos cantos do país que depende da saúde pública e dos médicos cubanos para poder sobreviver.

Bolsonaro de maneira demagógica afirma que os médicos cubanos vão ser substituídos, mas a própria imprensa tem que noticiar que o número de médicos que assumiram no lugar dos cubanos está muito abaixo do esperado, apenas 10% se apresentou para trabalhar. Com alguém como Mayra Pinheiro que vai chefiar o programa Mais Médicos, é de se esperar que grande parcela da população fique sem médicos.




Tópicos relacionados

Governo Bolsonaro   /    Ministério da Saúde   /    Cuba   /    Bolsonaro   /    medicina do capital   /    Sociedade   /    Saúde

Comentários

Comentar